O campeonato da 1ª divisão Zona Norte da Associação deFutebol de Viseu “ganhou” recentemente um reforço de peso. Salazar, como éconhecido no futebol, decidiu que estava na hora de dar uma “mão” aos seusjogadores, e aos 51 anos (!) inscreveu-se como jogador, acumulando as funções detreinador no Grupo Desportivo de Parada. As razões são, no seu entender,a falta de quantidade e qualidade de guardiões no futebol do distrito.

Considerando que no futebol não há idade, Salazar, emdeclarações à Rádio Limite de Castro Daire, não dá importância aos seus 51 anos,afirmando que, quando for preciso vai entrar em campo: “Para voltar nestaaltura é preciso ter gosto pelo futebol e para mim não há uma idade limite parase poder jogar. O limite está na capacidade de podermos contribuir para odesporto e é isso que eu estou a fazer.” Com apenas um guarda-redes no plantel, oagora jogador-treinador quer ajudar na sua evolução, mas afirma, pela falta dequalidade dos guardiões que estão no mercado, o melhor é o próprio ficar como suplente: “Arealidade é que há poucos guarda-redes e os poucos que há têm pouca qualidade epara isso, e não havendo qualidade prefiro ser eu.”

Apontando ainda o dedo ao futebol de formação, Salazar dizque o seu caso é denominador que há cada vez menos qualidade nos jovens, emconcreto no trabalho feito com os guarda-redes: “Está a trabalhar-se mal ao nívelnacional, no que ao desporto diz respeito. Se neste caso a alternativa passapor recorrer a um veterano é sinal de que não há guarda-redes, não há gente queocupe esta posição. Isto é falta de formação”, disse o treinador-jogador de 51anos.

Garantindo que tem o apoio da direcção, Salazar chegou aocomando técnico do GD Parada no início da presente temporada, depois do emblemado concelho de Castro Daire ter somado a segunda descida de divisão em doisanos. Depois de militar na extinta 3ª divisão Nacional em 2012/2013, o emblemacastrense caiu para a 1ª divisão da Associação de Futebol de Viseu, o últimoescalão do futebol sénior daquele distrito.

Com 8 pontos em 13 jogos, resultadode uma vitória, 5 empates e 7 derrotas, o GD Parada tem a partir de agora umtreinador que pode, a qualquer momento, “saltar” para dentro de campo para defenderas redes do clube. É caso para dizer que Salazar está de volta, mas aosrelvados e para mostrar que velhos, são os trapos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo