Foi sofrer a bom sofrer. O Mónaco perdeu na passada terça-feira, 17,  emcasa por 0-2 frente ao Arsenal, mas fez a festa no fim do jogo. Valeu à equipafrancesa os golos fora de portas, carimbando a passagem aos quartos-de-finalcom um 3-3 no agregado das duas mãos. Os golos de Giroud e Ramsey deixaram osarsenalistas muito perto da próxima fase mas a sorte sorriu para Jardim,Bernardo Silva e João Moutinho.

Sempre concentrados defensivamente, foram mesmo osmonegascos que criaram a primeira grande oportunidade de golo, precisamente comJoão Moutinho a fazer passar a bola muito perto do poste de Ospina, estavamdecorridos somente 3 minutos na primeira parte.

Foi apenas uma gota no oceano,visto que, depois dos primeiros 10 minutos, só deu Arsenal, com Giroud a ficarmuito perto de inaugurar o marcador no Estádio Louis II. Com o jogocompletamente do lado da equipa londrina, o avançado internacional gaulês nãodesperdiçou a segunda oportunidade e aos 35’ fez o 0-1 para os “Gunners”. Era oconfirmar do ascendente dos homens de Wenger que acreditavam cada vez mais queera possível chegar aos quartos-de-final.

O intervalo trouxe um jogo atípico, já que ao invés de sever um Arsenal a tentar o “tudo por tudo”, viu-se um Mónaco com mais bola e aafastar os arsenalistas da baliza de Subasic.

Do lado dos ingleses, apareceuOzil que esteve perto do golo em duas ocasiões, mas tanto aos 53’ como aos 63’ omédio alemão não acertou nas redes do guarda-redes croata. Depois de Walcottter acertado no poste da baliza do Mónaco, o Arsenal fez o 0-2, por intermédiode Aaron Ramsey, faltavam 11 minutos para o terminus da partida.

Com um golo a separar os ingleses dos quartos-de-final, osderradeiros minutos do jogo foram sufocantes para os pupilos de Leonardo Jardimque bem podem agradecer a Subasic a passagem à próxima eliminatória da Liga dosCampeões com defesas do outro Mundo.

Assim que soou o apito final explodiu afesta no Principado. Onze anos depois os monegascos estão de novo entre os oitomelhores da Europa. Da última vez só foram parados na final e pelo FC Porto.Desta feita tem do seu lado Leonardo Jardim, João Moutinho e Bernardo Silva.

Não perca a nossa página no Facebook!