O atleta paraciclista André Sobreiro partiu no dia 15 da cidade de Lagos rumo a Bilbau (Espanha) para participar no XIX Biskaiko Paracycling Bira 2015, a realizar de 18 a 19 de julho. A prova espanhola é pontuável para o ranking mundial da classe H4, na qual o atleta está inserido, numa lista que integra mais de 30 atletas.

Publicidade
Publicidade

O actual campeão nacional de contra-relógio individual de paraciclismo leva na bagagem a ambição de pontuar na prova, amealhando preciosos pontos que o possa ajudar a concretizar o sonho de participar numa paraolimpíada. O atleta revelou, num post colocado na sua página oficial de Facebook intitulada Para Realizar um Sonho, que delineou um plano para a época de 2015 que tem sido gerido conforme os apoios financeiros que tem obtido.

Desempregado e sem equipa desportiva que possa suportar os custos inerentes à prática da modalidade, não tem subsídios desportivos que permitam competir em todas as provas em que gostaria de participar.

Foto: Página Facebook "Para realizar um sonho"
Foto: Página Facebook "Para realizar um sonho"

Por força das circunstâncias, André Sobreiro teve que abdicar de competir nesta época nas Taças de Portugal de Paraciclismo.

Com determinação, o paraciclista algarvio continua a lutar pelo objetivo de pontuar nas provas do Ranking Mundial em que participa. Para o efeito, tem de juntar o máximo de apoios para conseguir competir nas provas internacionais, como a que se realiza este fim-de-semana na cidade basca.

A prova será difícil, porque estará a competir com atletas de topo do ranking mundial, que competem com outros tipos de argumentos.

Publicidade

Nada que faça esmorecer o lacobrigense na conquista do seu objectivo. Afirmações suas indicam, "que é importante ter mais condições para poder competir mais vezes no estrangeiro e assim alcançar o sonho da qualificação Paralímpica."

Para conseguir estar presente nos Jogos Paralímpicos, a realizar no Rio de Janeiro no próximo ano, o atleta precisa de pontuar nas competições classificadas com categoria C1 da União Ciclista Internacional. O objectivo primordial é ficar no Top 10 do ranking mundial para ter entrada nos jogos.

Agradecendo a todos os seus familiares, amigos e a quem o tem apoiado ao longo do seu percurso desportivo, "pela força que lhe transmitem dia após dia", o atleta lacobrigense parte para mais uma etapa na sua caminhada rumo à glória. Glória essa que se espera que o leve até ao Olimpo, neste caso, os Jogos Paralímpicos 2016.

Leia tudo