Cristiano Ronaldo tem uma aura de jogador decisivo à sua volta. Nos últimos anos, o astro português tornou-se num dos jogadores mais influentes e decisivos da história do futebol. Afinal, Ronaldo ganhou três finais consecutivas da Liga dos Campeões. No entanto, nem todos veem essas vitórias como total mérito do capitão da seleção portuguesa. Para Jurgen Kohler, ex-estrela do futebol alemão e da Juventus, o agora jogador da Juve não é assim tão decisivo. Antes pelo contrário. Kohler diz que o ex-avançado do Real 'desaparece' nos grandes jogos.

Ronaldo ainda sem golos na Juventus

Cristiano vive ainda uma fase de adaptação ao futebol italiano e, talvez por isso, ainda não tenha conseguido marcar golos oficialmente.

O jogador até começou cedo a dar nas vistas, mas em jogos particulares. Depois da competição oficial começar, Ronaldo ainda não celebrou qualquer golo, apesar de todos concordarem que o craque está a ajudar a Juve nas suas vitórias.

O golo há-de chegar, dizem todos na Juventus, até porque ninguém duvida da capacidade de trabalho do jogador, que se tornou num dos melhores goleadores da história do futebol.

Kohler diz que não vê Cristiano nos jogos decisivos

Kohler não poupou nos elogios a Ronaldo, destacando a sua ética de trabalho, que na opinião do germânico tem sido crucial para o elevar. Para o ex-avançado, Cristiano é hoje um dos melhores jogadores de todos os tempos, precisamente por essa capacidade de se adaptar e de trabalhar sempre mais para os seus objetivos.

No entanto, o alemão destacou o que, para ele, é um dado mais negativo sobre Cristiano: "Porém, devo dizer que raramente se vê Ronaldo nos jogos decisivos.

Os melhores vídeos do dia

Depois, ele marca o golo para fazer o 4-1, com uma grande penalidade, e quer ser celebrado por isso. Mas é assim que ele é, também".

Kohler referiu-se, claramente, à final de Lisboa que o Real Madrid ganhou ao Atlético de Madrid, por 4-1, depois de prolongamento. O jogo foi muito equilibrado, com o Atlético a estar quase sempre na liderança. No final dos 90 minutos, Sergio Ramos empatou o jogo e mandou tudo para tempo extra, onde o Real se impôs. Já no final do prolongamento, Cristiano teve uma grande penalidade a seu favor, e não perdeu a oportunidade de inscrever o seu nome na ficha dos marcadores. Ficou a imagem final do português a tirar a camisola e a celebrar esse 4-1, que poderia não ter agradado muito ao germânico.

Alemão destaca capacidade de trabalho de Ronaldo

Apesar disso, Kohler não tem dúvidas sobre a qualidade do internacional português, o que fica bem evidente na sua laureada carreira. "Ele tem muitos recordes na Espanha. Ele conseguiu vencer os grandes troféus", disse Kohler, garantindo que o jogador merece todos os elogios, apesar dessa questão de não ser tão decisivo nos jogos grandes ou finais.

"Eu falo do Ronaldo com muitas pessoas. E estão fascinados porque ele também trabalha muito em campo. Apenas os verdadeiros campeões estão dispostos a trabalhar sempre mais. E isso aplica-se ao Ronaldo. Essa é a diferença entre os jogadores de classe mundial e os regulares", concluiu Jurgen Kohler.

Certo é que, apesar de Kohler dizer que Ronaldo não aparece nos jogos grandes, o português é o melhor marcador da história da Liga dos Campeões, com 120 golos.

Quem é Jurgen Kohler

Agora com 52 anos, Jurgen Kohler teve uma excelente carreira no futebol. O alemão passou quatro anos na Juventus, além de ter jogador na Bundesliga, ao serviço de Colónia, Bayern de Munique e Borussia de Dortmund. Com a seleção, Kohler representou a Alemanha em 105 ocasiões e foi campeão do mundo em 1990 e campeão da Europa em 1996, numa carreira muito recheada.