Cristiano Ronaldo foi expulso do seu encontro contra o Valência. Aquele que foi o regresso a Espanha do internacional português transformou-se numa noite muito difícil para o craque. Pela primeira vez a jogar com a camisola da Juventus uma partida da Liga dos Campeões, Cristiano não concluiu o encontro, depois de uma suposta agressão a Murillo. A equipa de arbitragem terá penalizado o craque português por um suposto puxão de cabelo quando Murillo estava no chão, mas são muitas as pessoas que discordam da sanção, que consideram exagerada.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal news

A UEFA vai agora analisar e anunciar o castigo de Ronaldo, que o pode excluir de vários jogos da Liga dos Campeões. A decisão da UEFA será conhecida a 27 de setembro.

Regresso difícil à Champions

A prova é a favorita de Cristiano Ronaldo, como ele mesmo já referiu.

O craque é o melhor marcador da história da competição, mas este ano começou muito mal. Ronaldo vem de ganhar três Champions consecutivas com a camisola do Real Madrid, e sonha ganhar a prova por uma terceira equipa diferente, ele que também já a ganhou com o Manchester United.

O objetivo do português, de 33 anos, está longe de comprometido, até porque a Juventus ganhou o encontro no Mestalla. Vitória por 2-0 contra o Valência, com dois golos de Pjanic, da marca de grande penalidade. Mesmo reduzidos a dez jogadores desde os 30 minutos, a Juventus conseguiu impor-se ao adversário e arranca com uma vitória nesta fase de grupos.

Ronaldo é que não ficou nada satisfeito. O jogador saiu em lágrimas do relvado, após ter sido expulso pela equipa de arbitragem. Apesar de já ter sido expulso por 11 vezes na carreira, esta foi a primeira expulsão de Cristiano na Liga dos Campeões e a primeira com a camisola da Juventus.

Os melhores vídeos do dia

O jogador ainda disse ao árbitro que não fez nada no lance mais confuso com Murillo, mas a decisão estava tomada e Cristiano poderá perder mais do que o jogo com o Valência.

UEFA vai decidir castigo

A UEFA vai reunir-se e decidir qual o castigo de Cristiano, que deverá depender do relatório do árbitro e daquela que foi a visão da sua equipa sobre o lance.

No entanto, sabe-se desde já que os castigos por vermelho direto na Liga dos Campeões não costumam ter um castigo inferior a dois jogos. Ou seja, o craque português perderia os jogos com o Young Boys, em Turim, e a deslocação a Old Trafford, para defrontar o Manchester United, a sua antiga equipa, e que Ronaldo tanto queria visitar novamente.

Porém, de acordo com a Bein Sports, o castigo pode ser ainda maior do que isso e Ronaldo poderia falhar ainda mais jogos, incluindo a receção ao Manchester. Ou seja, o craque poderia não defrontar a sua antiga equipa em nenhum destes dois momentos da fase de grupos. A decisão por três jogos poderia dever-se ao facto de Cristiano ter atrasado tanto a sua saída do relvado.

O craque ficou a reclamar, deitado sobre o relvado e com lágrimas nos olhos, e não abandonou logo o relvado, o que nestes casos costuma ser penalizador. De acordo com os regulamentos da UEFA, "um jogador que é expulso do campo de jogo é suspenso para o próximo jogo numa competição de clubes da UEFA. Em caso de infrações graves, a UEFA tem o direito de aumentar esta punição, inclusive estendendo-a a outras competições".

No entanto, existe ainda a possibilidade de a UEFA anular o castigo, caso entenda que a expulsão foi desajustada. Resta ao Cristiano Ronaldo e à Juventus aguardar pela decisão, que sai no próximo dia 27 de setembro.