Leo Messi deu uma entrevista à Catalunya Radio e foi muito revelador sobre os assuntos que marcam a atualidade do futebol do Barcelona, e não só. Messi não costuma dar muitas entrevistas mais longas, mas acedeu a falar na rádio da Catalunha agora que é o novo capitão do Barça. Sempre muito ponderado e confiante nas respostas, o astro argentino não fugiu a qualquer questão, incluindo quando o seu grande rival Cristiano Ronaldo foi chamado ao assunto. Messi não teve problemas em assumir que o Real Madrid será "menos forte" sem o internacional português na equipa.

Real sem Cristiano Ronaldo

Pela primeira vez depois de nove temporadas, este ano o campeonato espanhol não viverá a rivalidade entre Messi e Cristiano Ronaldo.

O capitão da seleção portuguesa saiu para a Juventus e Messi vai continuar no clube de sempre, o Barcelona F.C..

O argentino admitiu, no programa de rádio, que foi surpreendido pela notícia da transferência de Ronaldo. O camisola 10 do Barça não esperava essa saída, muito menos para a Juventus. No entanto, e poucas semanas após a transferência, Messi já tem uma opinião bem formada.

Para o craque, a saída de Ronaldo deixa o Real Madrid "menos forte", apesar de continuar a ser "uma das melhores equipas do mundo". Messi elogiou os jogadores do Real Madrid, mas considera que um jogador como Cristiano Ronaldo faz falta em qualquer equipa. Na mesma linha de raciocínio, Messi vê agora a Juventus como a grande favorita à Liga dos Campeões.

Para muitos, Cristiano é o maior especialista da prova europeia de clubes e Messi não teve qualquer problema em assumir que a chegada de Ronaldo à equipa italiana faz da Juventus favorita à vitória.

Os melhores vídeos do dia

Messi quer vencer na Europa

Apesar de apontar a Juventus como favorita, Messi não esconde que o objetivo do Barcelona é conquistar a Liga dos Campeões este ano. Para o argentino, esta é uma prova que tem falhado nos últimos anos e ele acredita que, nesta temporada, o Barça está mais preparado e com uma equipa ainda melhor. "Temos argumentos para lutar por esta competição", garantiu o agora capitão do Barça.

Messi 'herdou' a braçadeira de Andres Iniesta e revelou que "é um orgulho ser o capitão desta equipa e neste clube, mas a minha maneira de estar no campo e fora dele não vai mudar em nada". Messi já estava na linha de sucessão da braçadeira de capitão e sente-se completamente preparado para esta missão: "Eu sempre me identifiquei com os capitães anteriores, crescemos e sentimos o clube da mesma forma, com o Andrés [Iniesta] eu tenho mais semelhanças, mas também com o Xavi".

Equipa mais competitiva

Até agora, Messi está a gostar do que está a ver. O Barcelona reforçou-se para esta nova temporada e o argentino até revelou qual o reforço que mais o está a surpreender.

"Aqueles que vieram são todos muito bons, mas eu digo o Arthur. Surpreendeu-me, não sabia muito sobre ele, mas é muito parecido com Xavi, porque ele gosta de ter a bola, jogar curtinho, e é muito seguro", confidenciou Messi, que considera que o médio brasileiro tem o estilo Barça no seu jogo e, por isso, se adaptou muito bem aos treinos da equipa.

Messi quer continuar no Barça

Uma vez mais, Messi declarou o seu amor pelo clube e pela cidade de Barcelona. O jogador, de 31 anos, garante que não quer ir a lado nenhum. "Eu tenho tudo aqui, estou aqui há 13 anos, é toda a minha vida. Estou na melhor equipa do mundo, a cidade, se não é a melhor, é uma das melhores do mundo. Não há necessidade de ir para outro lugar".