O treinador português José Mourinho tem uma longa história de desentendimentos com jogadores e, em especial, com as maiores estrelas do futebol. Neste momento, é Paul Pogba quem está no centro da fúria do treinador, mas no passado foram outros jogadores que também não se deram nada bem com o atual treinador do Manchester United. Mourinho tem uma carreira de grande sucesso, com muitos títulos conquistados no FC Porto, Chelsea, Inter e Real Madrid. No entanto, isso não impede a sua fama de intempestivo, que pode ter causado algumas brigas com jogadores, especialmente no Real Madrid.

Paul Pogba

Na temporada passada, Mourinho e Pogba não se deram bem, mas esta época parecia que as coisas poderiam melhorar.

Pogba até apareceu com a braçadeira de capitão, mas na semana passada o francês criticou a estratégia do Manchester, por não atacarem o suficiente. Mourinho tirou-lhe a braçadeira e o ambiente poderá ter-se deteriorado definitivamente, como ficou evidente nas imagens deste treino.

Mohamed Salah

O astro egípcio é hoje um dos melhores do mundo. No entanto, o seu início na Premier League não foi nada fácil. Com Mourinho, fez apenas 13 encontros em duas temporadas (2013/15) e saiu como um "fracasso". Foi para Itália, onde o Liverpool o foi buscar e mostrar o talento desperdiçado que ali estava.

Romelu Lukaku

Lukaku foi mais um dos jovens 'desperdiçados' por Mourinho, que acabou por permitir a sua saída para o Everton, quando o belga tinha apenas 19 anos.

Os melhores vídeos do dia

Porém, Mourinho soube reconhecer o erro e quando chegou a Manchester pediu a sua contratação, por 90 milhões de euros. Quem ficou a perder foi o Chelsea, mais uma vez.

Kevin De Bruyne

Como não há duas sem três, Kevin De Bruyne é outra história de insucesso de Mourinho durante o seu tempo no Chelsea. O médio belga não se impôs com Mourinho e acabou transferido para o Wolfsburgo, da Bundesliga. Três anos depois, o belga regressou à Premier League e é uma das maiores estrelas do Manchester City, de Pep Guardiola.

Iker Casillas

Foi no Chelsea que Mourinho perdeu mais jovens talentos, mas foi no Real Madrid que ele teve mais 'batalhas' para travar. O treinador português acabou por perder os adeptos quando abriu guerra com o lendário guarda-redes do clube, Iker Casillas. O frente a frente com o espanhol também acabou por dividir o balneário e precipitou o fim de Mourinho em Madrid.

Sergio Ramos e Pepe

A terceira temporada de Mourinho no Real foi fatídica para o treinador, que também se chateou com os dois centrais.

Aliás, a terceira temporada é quase sempre a última nos contratos de Mourinho.

Cristiano Ronaldo

Os dois viveram momentos de tensão quando coincidiram no Real Madrid. Mourinho considerava Ronaldo demasiado arrogante e preferia dar-lhe indicações através do assistente, Rui Faria. Mais tarde, num documentário, disse de Ronaldo Nazário, o brasileiro que ficou conhecido como Fenómeno no futebol, o "Ronaldo, o verdadeiro", dizendo que esse foi o melhor Ronaldo de sempre, numa clara mensagem a Cristiano.

Bastian Schweinsteiger

Foi uma das primeiras medidas de Mourinho assim que chegou ao Manchester United: expulsar o alemão Schweinsteiger. E foi bem sucedido, uma vez que o campeão alemão acabou por sair para a MLS (Major League Soccer) nos EUA.

Ricardo Quaresma

Quaresma foi mais um dos jovens que não deram certo com Mourinho, neste caso, no Inter de Milão. O jogador chegou a revelar que chorava de noite por ficar a treinar à parte dos colegas.

Samuel Eto'o

No Inter de Milão, Eto'o e Mourinho formaram uma dupla de sucesso, que permitiu à equipa italiana ser campeã da Europa, em 2010. No entanto, no Chelsea, voltaram a trabalhar juntos e aí, as coisas não correram tão bem. "Eu tenho o Eto'o, mas ele tem 32 anos, talvez 35, quem sabe?", disse Mourinho, numa declaração que o avançado camaronês não gostou. "É um idiota", respondeu Eto'o.