Sadio Mané é, atualmente, uma das figuras de maior destaque no desporto mundial, e conta com o apoio de todo um país. No Senegal, o jogador é um dos heróis do país, e o craque do Liverpool conta agora que o seu início foi muito complicado. O jogador revela que nunca teve o apoio dos pais no início da sua carreira, e que eles até o desencorajaram para ele não seguir com o futebol, porque era uma "perda de tempo". Entretanto, tudo mudou na vida de Mané e os pais não poderiam estar mais orgulhosos da sua carreira, como ele revelou em entrevista ao Bleacher Report.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal news

Pais queriam que Mané deixasse o futebol

Atualmente, Sadio Mané tem uma vida de sonho, o que lhe permite até ajudar financeiramente os pais. As dificuldades ficaram no passado, quando o início foi difícil no Senegal.

O craque nasceu numa vila pobre, onde nunca nenhum jovem tinha feito sucesso no futebol. Mané tinha esperança que podia ser ele, que tudo poderia dar certo, mas os pais nunca acreditaram.

Pelo contrário, os pais de Sadio Mané queriam que ele estudasse, para se formar professor e assim poder ajudar a família a ter uma vida mais confortável. O que até veio a acontecer, mas não como professor. Mesmo a ser desencorajado, Mané nunca desistiu do futebol, até que conseguiu provar que os pais estavam errados.

Mané acreditou que podia ser uma estrela do futebol

Mané acreditou no seu valor e na promessa que fez aos pais, quando lhes disse que só com o futebol lhes poderia dar uma vida melhor. Mas só quando assinou o primeiro contrato como profissional é que os pais finalmente entenderam. Antes disso, foi uma luta para provar que era com a bola nos pés que ele poderia fazer a diferença.

Os melhores vídeos do dia

"Eu lembro-me que, quando eu era pequeno, os meus pais achavam que eu deveria estudar para me tornar professor. Eles achavam que o futebol era uma perda de tempo e eu nunca conseguiria. Eu sempre lhes disse: 'Este é o único trabalho que me permitirá ajudá-los. E acho que tenho a chance de me tornar um jogador de futebol'".

Do Senegal até ao topo no Liverpool

E a verdade é que Mané, de 26 anos, foi o primeiro da sua vila a tornar-se profissional do futebol e é hoje um dos melhores da sua seleção. No Liverpool, forma um incrível tridente ofensivo com Mohamed Salah e Roberto Firmino e é um dos jogadores favoritos por toda a Europa, tendo já conquistado os adeptos com os seus golos e o seu sorriso.

Mané assinou o seu primeiro contrato em 2011, juntando-se ao Metz, da França, antes de se mudar para o Red Bull Salzburg e o Southampton, que finalmente lhe abriu as portas do Liverpool.

Foi nesse momento que a sua vida mudou. Se antes Mané já podia finalmente viver do futebol, atualmente é uma estrela na Inglaterra, com milhões de fãs por todo o mundo.

No final da temporada passada, cumpriu o sonho de marcar numa final da Liga dos Campeões, que acabaria por perder, mas conquistou ainda mais fãs. Nesta temporada, é o melhor marcador do Liverpool e adorado pelos adeptos. Os pais já deram o braço a torcer: "Hoje, todos estão orgulhosos".