A lesão de Leo Messi vai obrigar a uma paragem prolongada e Ernesto Valverde terá que mexer na equipa. O treinador espanhol terá não apenas que substituir diretamente o argentino no onze, como terá que encontrar quem consiga substituir a sua importância na equipa. O jornal Mundo Deportivo é muito claro: "O líder precisa de um líder". Com Messi ausente por pelo menos três semanas, a contas com uma fratura no braço, o Barcelona vai precisar de um novo líder na equipa, um ou mais jogadores que garantam golos, assistências e vitórias, como Messi estava a fazer neste início de temporada.

O Barça regressou à liderança do campeonato espanhol e também é líder de grupo na Liga dos Campeões.

Agora, para se manter no topo, alguns jogadores terão que emergir numa equipa, que enfrenta uma fase muito complicada de encontros, com dois jogos frente ao Inter de Milão, para a Champions, e um com o Real Madrid, para o campeonato.

Lesão de Messi preocupa muito

Contra o Sevilha, no sábado, o Barça regressou à liderança mas perdeu Messi. O argentino caiu mal e fez uma fratura no braço, que o vai obrigar a parar três semanas. O jogador caiu aos 15 minutos de jogo, mas por essa altura, Messi já tinha assistido brilhantemente Philippe Coutinho para o 1-0 e tinha ele mesmo marcado o 2-0, num grande golo.

Agora, a equipa precisa de alguém que faça parecido e que carregue a equipa às costas, como Messi tem feito. A tarefa não parece fácil, e todos sabem que a equipa se ressente sempre das ausências do argentino.

Os melhores vídeos do dia

Quem pode substituir Messi

Sem Messi na equipa, Dembélé poderá voltar a assumir um lugar no onze inicial, até porque foi o francês a substitui-lo logo contra o Sevilha. No entanto, os adeptos esperam mais de Luis Suárez e de Coutinho. Muitos acreditam que, entre estes três, eles vão ter que se assumir para que o Barça não fique à deriva na ausência do seu líder.

Phillipe Coutinho

O médio brasileiro tem-se integrado cada vez mais no ataque do Barcelona. O jogador, de 26 anos, foi a maior contratação da história do clube e chegou com a missão de substituir Andres Iniesta.

Com as devidas distâncias, o brasileiro está a conquistar o seu espaço e a sua habilidade e técnica de remate exterior poderão ser fatores decisivos, especialmente se a equipa tiver dificuldade para chegar ao golo, da habitual forma mais rendilhada.

Ousmane Dembélé

O jovem francês chegou para substituir Neymar, mas a sua adaptação não está a ser a melhor. Dembélé até começou muito bem esta temporada, mas já perdeu o lugar.

Agora, poderia ter uma oportunidade de se mostrar e de lutar pelo seu espaço.

O infortúnio de Messi pode muito bem ser um ponto de partida para Dembelé recomeçar a sua história no Barcelona, e tem quase a obrigação de lutar por essa vaga, com exibições convincentes. Foi ele que decidiu a supertaça, logo no início da temporada, com um excelente golo. E é isso que todos esperam que ele possa fazer nos próximos jogos. Nomes como Malcom, Munir e Rafinha também poderão ficar à espreita de oportunidades.

Luis Suárez

Luis Suárez é um dos melhores atacantes do mundo, mas a temporada nem lhe está a correr da melhor maneira. Contra o Sevilha, mostrou-se incansável e lutador e os seus golos poderão resolver os problemas das próximas semanas.

Na ausência de Messi, o uruguaio deverá ser a maior ameaça junto à baliza adversária, e por toda a sua experiência, Suárez deverá assumir a responsabilidade.