Leo Messi é uma das celebridades mais admiradas do mundo. O astro argentino é, para muitos, o melhor jogador da história do futebol e o grande ícone do Barcelona. No entanto, é fora de campo que o craque mais se notabiliza pelo seu bom coração. Se no futebol, o jogador destroça os adversários, já na solidariedade, o astro tenta ajudar várias causas. Depois de há umas semanas ter anunciado a sua contribuição para o novo centro pediátrico de oncologia de Barcelona, a Fundação do jogador está agora focada na luta contra a fome em África, mais concretamente em Mangundze, Moçambique.

Messi cada vez mais solidário

A Fundação Leo Messi tem cada vez mais iniciativas solidárias.

Foi esse o propósito da sua criação e dá cada vez mais frutos, para orgulharem o seu fundador.

No lançamento da primeira pedra do novo centro pediátrico de Barcelona, que se chamará São João de Deus, Messi mostrou-se muito emocionado, e teve mesmo que limpar as lágrimas. Já há alguns anos que o argentino se tem envolvido muito na luta contra o cancro infantil e finalmente pode pode ajudar da forma que mais queria.

Graças a várias iniciativas da sua Fundação, junto de outras entidades, o centro hospitalar recebeu os 30 milhões de euros para que se iniciasse a sua construção. Este novo centro pediátrico oncológico será o maior da Europa, com capacidade para 400 crianças doentes. "Para os Valentes" foi o nome da campanha em que Messi esteva envolvido por mais tempo. Sem dúvida, um dos golos mais saborosos da sua vida.

Os melhores vídeos do dia

Vai alimentar crianças de Moçambique

Poucos dias depois, a Fundação do craque avançou com mais uma iniciativa igualmente valorosa e sempre vocacionada para as crianças. Messi tem três filhos pequenos e é evidente que são as dificuldades das crianças que mais o comovem. Por isso, o craque continua a ajudar e, desta vez, virou-se para África.

O jogador está lesionado, depois de ter fraturado o rádio do braço direito na semana passada. No entanto, o astro tem boas notícias no que respeita à solidariedade.

A Fundação Leo Messi anunciou, nas redes sociais, que iniciou um projeto para distribuir quinze mil pequenos-almoços para as crianças das escolas primárias de Mangundze, Moçambique. O objetivo foi conseguido com a abertura de cantinas sociais, para que estas crianças possam ser devidamente alimentadas, um passo muito importante no combate contra a desnutrição crónica.

Mangundze é uma cidade muito ruralizada, sem acesso a água potável, gás ou eletricidade. Com estas ajudas, Messi pretende que as crianças da cidade possam continuar a frequentar as escolas.

A ajuda estende-se a aproximadamente quinze mil crianças de 40 escolas. Em alguns casos, as crianças tinham que caminhar mais de oito quilómetros até casa, e não recebiam qualquer alimento na escola.

No Twitter, a Fundação partilhou várias imagens das crianças que estão a ser ajudadas neste projeto. "Em Mangundze, Moçambique, onde as crianças não costumavam receber refeições na escola, a Fundação abriu cantinas numa tentativa de reduzir a desnutrição crónica. Hoje, cerca de 15.000 alunos recebem pequeno-almoço todos os dias, o que melhorou significativamente a sua saúde", escreveram na legenda. Sem dúvida, um grande 'golo' de Leo Messi, que vale milhares de sorrisos diariamente.