Ousmane Dembélé chegou ao Barcelona com a promessa de ser o substituto de Neymar. O Barça pagou 150 milhões de euros ao Borussia de Dortmund pelo futuro da seleção francesa, um jovem talentoso que estava a encantar na Bundesliga. Porém, as coisas não estão a correr assim tão bem ao jovem francês, que continua a tardar para se impor. Em campo, nem sempre o jogo lhe corre da melhor maneira e fora de campo, o jogador vai somando algumas polémicas que o Barça se esforça para esconder. No entanto, se no primeiro ano todos tentaram apoiá-lo, parece que agora os colegas começam a desinteressar-se por ele, sabendo que o jogador leva um tipo de vida desregrado e nada condizente com o que um jogador deveria fazer.

É o que noticia o site Don Balón.

As dificuldades de Dembélé

Esta temporada, Dembélé começou muito bem. Marcou o golo da vitória contra o Sevilha e parecia estar a ganhar espaço na equipa, com o seu futebol já mais amadurecido. No entanto, rapidamente começaram os problemas e o jogador voltou a deixar bem evidentes as características que todos lhe reconhecem.

Dembélé voltou a mostrar o seu jogo mais individualista, menos racional e a perder muitas bolas, o que irritou Ernesto Valverde. O jogador continua a somar críticas e muitos explicam o mau desempenho do jogador em campo com a vida que ele leva fora de campo.

Colegas sabem motivos do mau desempenho

De acordo com o site Don Balón, os colegas sabem bem o que se passa e Messi, como capitão de equipa, também está por dentro do assunto.

Os melhores vídeos do dia

Todos sabem que Dembélé foi um grande investimento financeiro do clube e, como tal, o jogador deveria esforçar-se mais, o que parece não acontecer.

Dembélé continua sem se integrar na equipa. O craque francês dá-se muito bem com os colegas de seleção e pouco mais, porque fala mal espanhol e inglês, nem estuda para melhorar nenhuma das duas línguas.

E não ficam por aí os problemas. Supostamente, o jogador continua a dar festas na sua casa e longe de ter uma vida saudável, uma situação que se verificou desde a sua chegada a Barcelona. É conhecido que Dembélé quase só come fast food, gosta de jogar consola e abusa das festas até altas horas, bem como sobre as constantes viagens a França nos seus dias livres.

Valverde deixa recado a Dembélé

A situação de Dembélé continua complicada e Valverde deixou-lhe uma chamada de atenção bem vincada. Contra o Sevilha, todos viram a demora de Dembélé a entrar, após a lesão de Messi. O Barça esteve dez minutos a jogar reduzido a dez jogadores e Dembélé ainda precisou de apertar os atacadores das botas, enquanto ouvia as indicações de Valverde, uma situação que causou desagrado e que lhe pode ter custado o lugar, agora que Messi não está.

Na antevisão ao jogo com o Inter de Milão, de quarta-feira, Valverde foi claro de que não gostou de algumas coisas do francês, no jogo com o Sevilha, e apontou: "Dembélé perde uma bola. Rakitic perde uma bola. E Coutinho perde uma bola. E Suárez perde uma bola... Todos podemos perder bolas. A questão é o que é feito a seguir, a reação a uma perda e o problema que se segue", disse o treinador espanhol, apontando diretamente para Dembélé, que fica apático e sem reação, quando fica sem a bola, em vez de iniciar logo a defesa da sua equipa.

Certo é que no jogo com o Inter, mesmo sem Messi, o francês não teve lugar na equipa e Valverde chamou Rafinha a jogo, que até marcou o primeiro golo e fez uma boa exibição.