Em Barcelona, continuam a viver com dificuldades a gestão do caso de Ousmane Dembélé. O jovem francês esteve agora reunido com a seleção francesa, mas no regresso aos trabalhos com a equipa os responsáveis catalães esperam um outro comprometimento do jogador. Direção, equipa técnica e colegas estão cansados das atitudes do jovem extremo francês e, mesmo convencidos do seu talento, começam a duvidar se alguma vez o jogador vai singrar nesta equipa. De acordo com o jornal Sport, o jogador não vai sair neste mês de janeiro, mas terá até ao final da temporada para lutar pelo seu futuro nesta equipa.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal news

Ainda segundo o jornal catalão, se o jogador não começar a mostrar sinais de melhorias, o clube vai mesmo avançar com a venda.

Falta de maturidade preocupa

A falta de maturidade do jogador continua a ser discutida internamente no Barcelona.

No clube, todos tentam convencer o jogador da importância de viver o futebol 24 horas por dia, uma mensagem que, até agora, encontrou resistência da parte do atleta.

Nas últimas semanas, têm vindo a público alguns problemas de Dembélé, nomeadamente o seu vício por jogos de Playstation, que o fazem perder noites de sono. O jogador é ainda conhecido pelas suas festas e má alimentação, tudo questões que acabam por influenciar de forma negativa o seu rendimento em campo, onde ainda não se assumiu como indiscutível.

Por isso, a mensagem do Bareclona não poderia ser mais clara e o clube teria avisado o jogador que se ele não mudar a sua atitude, e não entender o que representa o Barça, nunca irá conseguir um lugar na equipa.

Valverde castigou Dembélé por um jogo

Dembélé até começou muito bem a temporada, com uma maior influência na equipa.

Os melhores vídeos do dia

No entanto, os problemas fora de campo foram comprometendo a sua participação em jogo e, mesmo quando Messi esteve ausente da equipa por fratura no braço, o jogador não foi o mais utilizado, perdendo espaço para Rafinha Alcântara ou Malcom.

O clube começa a perder a paciência com o francês e, no último jogo, foi mesmo castigado, depois de um episódio caricato durante a semana. O jogador não apareceu no treino e nem avisou. O clube teria perdido uma hora e meia a tentar localizar Dembélé, que estava em casa. Inicialmente, falou-se que o jogador estava com uma gastroenterite, mas afinal, o problema era outro.

Dembélé ficou a dormir, depois de ter passado a noite a jogar Playstation, de acordo com o jornal Sport. Valverde não gostou e não o convocou para o jogo com o Bétis de Sevilha. E, ao que tudo indica, será assim daqui para a frente, com o jogador a ser castigado sempre que não colocar o Barcelona como a sua prioridade.

Dembélé tem até ao fim da temporada

Neste contexto, o clube não descarta uma transferência no próximo verão.

E até tem alguns clubes interessados, como é o caso do Liverpool, de Jurgen Klopp. O treinador alemão acredita em Dembélé e tem a palavra de Thomas Tuchel, ex treinador de Dembélé no Borussia de Dortmund, e que conseguiu rentabilizar ao máximo o jogador.

No Barça, ainda ninguém o conseguiu fazer e o problema começa a ganhar dimensões catastróficas para o clube, que desembolsou 140 milhões de euros por um jogador que, ao fim de quase um ano e meio continua sem garantir um lugar influente na equipa.

Assim, o Barça deixa-lhe um ultimato. Se o jogador não melhorar a sua conduta até ao final da temporada, ele terá que ir embora.