O clássico italiano entre Milão e Juventus acabou com os nervos à flor da pele. A Juve continua a fazer um campeonato sensacional e ganhou em San Siro por 2-0. Gonzalo Higuaín, que foi forçado a trocar a Juventus pelo Milão no início desta temporada, ficou de cabeça perdida após o segundo golo da ex-equipa, apontado por Cristiano Ronaldo. E nem o craque português, ex-companheiro de equipa, o conseguiu acalmar. Aliás, antes pelo contrário, uma vez que Higuaín o empurrou e continuou a vociferar contra Cristiano, já depois de ter recebido ordem de expulsão por parte do árbitro.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal news

Higuaín foi expulso no clássico italiano

Gonzalo Higuain foi expulso no encontro contra a ex-equipa. O jogador argentino já tinha revelado que não gostou da forma como a Juve o dispensou, depois de ter chegado a acordo com Cristiano Ronaldo.

Higuaín tinha sido fundamental na equipa, mas a chegada de Ronaldo aumentou o número de avançados e a equipa decidiu excluir o internacional argentino, que parece não ter ficado nada agradado. O jogador foi então cedido para o Milão, onde continua a sua carreira.

No reencontro com a sua anterior equipa, Higuaín teve um encontro complicado. Falhou uma grande penalidade, que teria dado o empate ao Milão, e depois envolveu-se num desacato, já no final do encontro. Higuaín protestou que sofreu uma falta, que o árbitro assinalou ao contrário e isso foi a gota de água, que levou à sua explosão.

O jogador protestou de tal forma que foi expulso. Vários jogadores tentaram acalmá-lo e Cristiano Ronaldo foi um deles. O internacional português foi-lhe pedir para ter calma, para não agravar mais a sua situação, mas Higuaín estava de tal forma enervado que se virou contra o ex-colega no Real Madrid.

Os melhores vídeos do dia

Ainda o empurrou e vociferou várias palavras. No entanto, no final do jogo, Cristiano revelou a sua opinião sobre o assunto.

Cristiano tentou acalmar ex-colega

"Eu disse-lhe para se acalmar, pois ele arriscava um castigo ainda mais pesado", contou o internacional português no final do jogo, tentando explicar aquele momento de maior raiva de Higuaín, em declarações à Sky Sport italiana.

Na opinião de Ronaldo, Higuaín não fez nada de especial. "Ele ficou irritado por perder o jogo, isso é compreensível e espero que ele não seja castigado com muita severidade", reclamou Cristiano.

Higuaín lamenta pelo comportamento mais excessivo

Mais tarde, Higuaín também veio a público para se desculpar pelo seu comportamento. O jogador argentino pediu desculpas "à equipa, ao treinador, adeptos e árbitro", pela sua atitude mais nervosa.

"Eu assumo a responsabilidade pelo que aconteceu. Obviamente, espero que isto não aconteça nunca mais. Foi um mau momento, estávamos a perder, falhei um pénalti e não somos robôs, mas pessoas", disse o jogador, que assume que não tem como se justificar por este momento menos feliz.