Didier Drogba anunciou o final da carreira. Aos 40 anos, a lenda do Chelsea e da Costa do Marfim decidiu retirar-se dos relvados e são muitos os fãs e ex-companheiros que relembram o brilhante percurso de um dos melhores jogadores da sua geração. Drogba tornou-se um dos melhores avançados numa carreira ímpar, em que ao longo de mais de 20 anos somou muitas conquistas. "É um dos melhores com quem joguei ", disse Frank Lampard, que foi seu colega no Chelsea nos melhores anos da carreira do fenomenal avançado africano, durante a conferência de imprensa de antecipação de um jogo.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal news

Uma carreira de grande sucesso

Drogba terminou a carreira ao serviço dos Phoenix Rising, nos Estados unidos, mas foi no Chelsea, nas suas duas passagens, que o craque se tornou uma lenda do clube e do futebol mundial.

O craque marcou 164 golos em 381 jogos no clube inglês, alguns dos quais foram determinantes para as muitas vitórias do seu clube.

No Chelsea, Drogba conquistou uma Liga dos Campeões e quatro títulos de campeão da Premier League, entre as principais conquistas. No entanto, a carreira de Drogba foi mais do que as suas passagens pelo Chelsea.

O jogador nasceu em Abidjan, na Costa do Marfim, mas deu os primeiros passos no futebol, na França, no Levallois. Depois, o Le Mans deu-lhe a primeira oportunidade no futebol profissional sénior. Ainda passou pelo Guingamp, na primeira divisão francesa, antes de chamar todas as atenções, ao serviço do Marselha. Ficou apenas uma temproada no colosso francês, transferindo-se para o Chelsea, aos 27 anos, na temporada 2004/05.

Depois, foram sete temproadas e meia consecutivas, de grande sucesso e muitos golos.

Os melhores vídeos do dia

Foi um dos pilares do Chelsea de José Mourinho, e foi decisivo na equipa, que seria campeã inglesa, depois de 50 anos de jejum. Aliás, o craque ganhou três títulos da Premier League pelo Chelsea, na sua primeira passagem, e regressou em 2014 para conquistar mais um troféu.

O sucesso de Drogba está, por isso, muito ligado ao sucesso do Chelsea. O jogador ainda foi campeão na Turquia, no Galatasaray, e também teve passagens pela China e Canadá, terminando uma carreira muito rica, nos Estados Unidos.

Despedida aos 40 anos

Na seleção, Drogba também foi gigante. Em 105 jogos, o atacante marcou 65 golos e foi um dos melhores da história da Costa do Marfim e do futebol africano.

Na sua careira, ganhou, por duas vezes, o prémio de melhor jogador africano da temporada. Em termos individuais, Drogba conquistou ainda uma Bota de Ouro, que o premiou o melhor marcador da Europa.

O jogador despede-se, aos 40 anos, quando jogava e era também proprietário dos Phoenix Rising, uma experiência que o jogador diz ter adorado.

"É a melhor maneira de acabar, ajudando alguns jovens talentos a desenvolver. Dar algo de volta ao jogo foi a melhor maneira de terminar, já que aprendi muito no jogo", disse Drogba à BBC.

Colegas relembram Drogba

"Ele é um dos melhores com quem joguei", disse Frank Lampard, na despedida a Drogba. Também o ex-capitão do Chelsea, John Terry, fez uma homenagem a Drogba no Instagram: "Foi um prazer e uma honra jogar ao teu lado".

Petr Cech e Michael Essien também desejaram felicidades ao agora ex-jogador de futebol. "Foste o grande embaixador do Futebol Africano e dochelsea", escreveu Essien.