Leo Messi recebeu o seu quinto Pichichi, o prémio que reconhece o melhor marcador da liga espanhola, e posou com os troféus que contribuíram para um marco impressionante. De acordo com o jornal Daily Mail, o craque do Barcelona já recebeu 160 troféus individuais na sua carreira, um número inacreditável, desde quando começou a ganhar prémios de revelação de melhor jovem.

A soma foi atingida com mais um Pichichi, prémio referente à temporada passada em que Messi voltou a ser o melhor marcador, e um troféu Di Stefano, que o reconheceu como melhor jogador.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal news

Tem sido uma longa carreira para este jovem, que se estreou com a camisola principal do Barcelona há precisamente 15 anos.

Foi no dia 16 de novembro de 2003 que um jovem, então com 16 anos, entrava em campo com a camisola número 14 da equipa principal do Barcelona. O momento aconteceu na inauguração do estádio do Dragão, no encontro entre FC Porto e Barcelona.

Por essa altura, não seriam muitos os que acreditariam que, 15 anos depois, Messi seria um dos melhores da história, mas a verdade é que tem sido uma jornada impactante para o argentino, marcado por muito sucesso.

Daily Mail confirma 160 distinções individuais

Foi em 2005 que Messi recebeu o primeiro prémio individual.

Os melhores vídeos do dia

O argentino tinha apenas 18 anos e impressionou durante o Campeonato Mundial da Juventude, organizado pela FIFA, na Holanda. O jogador recebeu a Bota de Prata, de melhor marcador do torneio, e a Bola de Ouro, de melhor jogador. Estavam entregues os dois primeiros prémios individuais a Leo Messi.

Esse torneio correu tão bem ao jovem Messi que foi reconhecido na Argentina como o Futebolista do Ano. Entretanto, já recebeu mais dez prémios iguais a esse, tal a sua carreira tão regular e sempre no topo.

O jogador também receberia o prémio de melhor jogador da Europ, nesse ano, quando Messi começava a mostrar o seu talento na seleção argentina e dava os primeiros passos na equipa principal do Barcelona.

A carreira de Messi tem sido marcada, acima de tudo, por uma regularidade impressionante. O jogador está sempre entre os melhores do mundo, com números inacreditáveis e, também por isso, tem sido eleito para o melhor onze da temporada, da FIFA há 11 temporadas consecutivas. Ou seja, Messi entrou pela primeira vez nesta eleição com 20 anos e nunca mais saiu de lá.

Reconhecimento mundial pela Bola de Ouro

Em 2007, Messi foi nomeado, pela primeira vez, para a Bola de Ouro, prémio que reconhece o melhor jogador do mundo. Nesse ano, a vitória foi para Kaká e, no ano seguinte, Messi voltou a entrar nos três primeiros, mas viu a Bola ser entregue a Cristiano Ronaldo.

Foi em 2009 que o seu nome entrou, pela primeira vez, nos registos de vencedores do prémio de maior prestígio individual do futebol. Depois disso, conquistou mais três Bolas de Ouro consecutivamente, um feito único. Atualmente, tem cinco no seu palmarés. Tantas quantas Botas de Ouro, o prémio entregue ao melhor marcador das principais cinco ligas da Europa.