Foi mais uma noite mágica na carreira de Leo Messi. O argentino voltou a divertir os fãs do futebol com mais uma exibição memorável. Na Holanda, o astro argentino fez a sua terceira aparição na presente edição da Liga dos Campeões, e voltou a mostrar que está mesmo na prova para vencer. Na vitória por 2-1 sobre o PSV Eindhoven, Messi marcou um golo incrível e fez uma assistência genial para Piqué, no segundo golo do Barça. Com esta vitória, o Barcelona garantiu o apuramento em primeiro lugar do grupo e Messi bateu o recorde de mais golos na Champions pela mesma equipa, feito que até aqui pertencia a Cristiano Ronaldo.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal news

Lionel Messi ultrapassa Cristiano Ronaldo

Em mais uma jornada brilhante, Messi bateu um recorde que pertencia a Cristiano Ronaldo. O jogador chegou aos 106 golos com a camisola do Barcelona e tornou-se no jogador com mais golos com a mesma equipa, na Liga dos Campeões.

O recorde pertencia a Cristiano Ronaldo, que marcou 105 golos com a camisola do Real Madrid. O argentino deixou, agora, esse registo para trás ao chegar aos 106 golos pelo Barcelona. O internacional português continua, no entanto, à frente de Messi, em total de golos marcados na Liga dos Campeões.

Ronaldo tem 121 golos, em 157 jogos, na Liga dos Campeões, ao serviço de Manchester United, Real e Juventus, enquanto que Messi tem, então, 106 golos marcados, mas em apenas 128 jogos.

Momento de magia

No fim-de-semana passado, Messi encantou no Wanda Metropolitano com duas fintas geniais sobre jogadores do Atlético de Madrid e poucos dias depois, mas na Holanda, o craque voltou a mostrar toda a qualidade.

Os melhores vídeos do dia

Num encontro difícil, com o PSV a mostrar-se muito perigoso (atirou três bolas aos postes de Ter Stegen na primeira parte), teve que ser o génio de Messi a prevalecer. O astro argentino, à passagem de uma hora de jogo, teve um momento incrível, conseguindo um golo espetacular. Foi já o sexto golo de Messi nesta edição da Liga dos Campeões, em apenas três jogos, uma vez que Messi falhou duas partidas por lesão.

Apesar da ausência em dois encontros, o craque é o melhor marcador da prova e tem sido uma dor de cabeça para as defesas rivais e parece estar a querer confirmar a sua promessa de início de temporada, quando disse que o objetivo era vencer a Liga dos Campeões.

O seu golo neste jogo, com o PSV, exemplifica mesmo a sua vontade. O astro argentino entrou pela área do rival, e enfrentou uma floresta de adversários, numa defesa tão compacta, mas que nada pode fazer para impedir o genial controlo de bola de Messi, que desferiu um remate que só parou nas redes de Jeroen Zoet. Uma verdadeira obra-de-arte.

Dez minutos depois do golo com que abriu o marcador, Messi teve novo momento de génio, numa assistência fantástica para o golo de Gerard Piqué ampliar a vantagem do Barcelona para 2-0. Na cobrança de um livre, o passe de Messi encontrou Piqué sozinho na área, que desviou para o fundo da baliza do PSV.

Os holandeses ainda reduziram para 2-1 perto do final, por De Jong, mas estava consumada mais uma vitória do Barcelona que, desta forma, se apurou no primeiro lugar do grupo para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.