Leo Messi voltou aos trenos bastante mais cedo do que seria de esperar. O craque fraturou o rádio do braço direito no jogo contra o Sevilha, a 18 de outubro, e tem falhado os últimos jogos da equipa. No entanto, Messi surpreendeu ao viajar para Milão e estaria em dúvida para o jogo com o Inter. Muito se falou que o jogador iria regressar à competição neste encontro da quarta jornada da Liga dos Campeões, mas a verdade é que ele foi descartado do encontro horas antes do jogo, e ficou a dúvida: afinal, porque viajou Messi para Milão se não foi a jogo. E a resposta está na braçadeira de capitão que Messi enverga este ano e que o jogador pretende defender de todas as formas, de acordo com o site Sport.

Jogador e treinador decidiram não arriscar

Muito se falou de que Messi poderia regressar à competição em Milão, mas ele acabou a ver o jogo da bancada do Giuseppe Meazza, enquanto os colegas empatavam 1-1 contra o Inter. Um golo de Malcom e um de Icardi fizeram o resultado final, que permitiu ao Barça o apuramento e que deixa o Inter em boa posição para o conseguir também. No entanto, os italianos terão ainda que discutir com o Tottenham o apuramento para os oitavos-de-final.

Messi falhou, assim, o segundo jogo Champions, os dois contra o Inter de Milão. Apesar de ter feito apenas dois jogos nesta fase de grupos, o craque argentino continua a liderar a lista de melhores marcadores da competição, a par de Dzeko, com cinco golos.

Antes de se ter lesionado, Messi tinha 12 golos marcados, em todas as competições, incluindo um "hat-trick" contra o PSV no Camp Nou, e dois golos contra o Tottenham em Londres.

Os melhores vídeos do dia

Messi viajou para apoiar a equipa

O jogador regressou aos treinos com os colegas na semana passada, mas quando viajou para Itália, Messi e Valverde sabiam que as chances de ele poder jogar eram quase zero, de acordo com o jornal Sport. Apesar disso, o argentino quis entrar na expedição, para liderar e apoiar os seus companheiros.

Mais do que nunca, Messi sentiu que a equipa precisava do capitão ao lado e mesmo não podendo contribuir em campo, o jogador não negou a sua responsabilidade de líder da equipa e esteve presente no momento.

O jogador prometeu que iriam fazer de tudo para conquistarem a Liga dos Campeões este ano, e parece que está mais comprometido do que nunca. Depois, a dúvida que a presença de Messi em Milão levantou sobre a equipa rival também poderia ajudar. A presença de Messi confundiu e intimidou a equipa de Luciano Spalletti.

Messi está mais paciente

Apesar de já estar a trabalhar com os colegas, de acordo com jornal Sport, Messi ainda não fez exercícios a 100%, optando por treino mais suave.

Até ao momento, o craque está a evitar o choque, temendo-se que a lesão possa ser agravada. O jogador ainda não tem alta médica, e parece que a equipa não tem pressa no seu regresso.

O Barcelona prefere ir com mais calma e, desta vez, eles sentem que o próprio jogador está mais paciente. Noutras lesões, Messi preferiu arriscar mais cedo um regresso, só para poder jogar o quanto antes, mas agora ele já não vê as coisas dessa forma. Messi confia mais nos seus colegas e prefere ouvir o próprio corpo e pensar a médio e longo prazo. Acima de tudo, porque o objetivo deste ano é ganhar a Liga dos Campeões e, para isso, ainda faltam muitos meses de decisões.