Leo Messi regressou aos relvados no domingo e nesta segunda-feira, dia 12, foi homenageado pelos seus feitos da temporada passada. Como é habitual, o jornal Marca distingue, juntamente com a Liga espanhola, os melhores da época e Messi levou dois prémios para casa. O argentino recebeu os prémios de melhor marcador, pelos seus 34 golos, e de melhor jogador do campeonato espanhol. Nas suas declarações, o 10 do Barça mostrou-se muito satisfeito pela competitividade da liga espanhola, numa altura em que a classificação está muito apertada.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal news

O Barcelona é líder, mas com a concorrência muito próxima por parte de várias equipas.

Messi feliz por 'liga mais competitiva'

Apenas quatro pontos separam os seis primeiros classificados da La Liga, uma competitividade que, para Messi, não é nada má.

O argentino, crónico campeão na Espanha, saúda esta competição acrescida no campeonato e acredita que isso só os pode fortalecer a todos. Tudo isto apenas um dia depois de o Barça ter voltado a perder, desta vez contra o Bétis de Sevilha.

Depois de uma jornada europeia, o Barça caiu no Camp Nou. Derrota por 4-3, que deixou a equipa abalada no regresso de Messi à competição. O argentino marcou dois golos, que não foram suficientes para somar os três pontos.

Para Messi, isso resulta de um acrescento na competitividade de todas as equipas e o craque espera que continue assim até ao final, o que seria bom para o campeonato.

Campeonato muito 'apertado'

Entre o primeiro lugar do Barcelona, com 24 pontos, e o sexto do Real Madrid estão apenas quatro pontos de distância. Quando parecia que o Real estava a fazer um campeonato sofrível, a verdade é que os campeões europeus estão a apenas quatro pontos da liderança.

Os melhores vídeos do dia

No entanto, entre os dois rivais, estão quatro equipas, sendo que o Sevilla, o Atlético de Madrid e o Deportivo Alavés estão a apenas um ponto do Barça e o Espanhol de Barcelona está a três pontos.

"É bom que a liga esteja assim. Está mais competitiva do que nunca, qualquer um ganha a qualquer um, é bom para os espectadores. Espero que continue assim por muito tempo", disse Messi na entrega de prémios do jornal Marca nesta segunda-feira.

O argentino foi considerado o melhor jogador da temporada passada e recebeu o troféu Di Stéfano por isso, e ainda o Pichichi, o prémio para o melhor marcador do campeonato espanhol, pelos seus 34 golos em 2017/18. "Estou sempre mais interessado na importância que os golos têm do que em como eles são bonitos", garantiu ainda o astro.

Messi falou sobre o regresso à competição

O jogador de 31 anos sentiu-se bem em campo, no rergesso da lesão.

Depois da fratura no braço direito, o argentino foi titular três semanas depois, contra o Bétis de Sevilha, e sentiu-se bem. "No início, eu estava com um pouco de medo do contacto, mas depois fui-me soltando e senti-me muito bem", disse.

Oblak ganhou prémio de melhor guarda-redes

Pelo terceiro ano consecutivo, o guarda-redes Jan Oblak, ex-Benfica, recebeu o troféu Zamora depois de sofrer apenas 22 golos em 37 jogos pelo Atlético de Madrid.

Iago Aspas, que marcou 22 golos pelo Celta de Vigo, recebeu o prémio Zarra, por ser o melhor marcador espanhol da temporada. O galego não esteve na cerimónia, uma vez que estava já com a seleção espanhola.

Marcelino, do Valência, recebeu o troféu Miguel Munoz, eleito o melhor treinador.