Advertisement
Advertisement

Cristiano Ronaldo parece muito feliz com o plantel da Juventus. O jogador contou que este é o "melhor grupo" com que já trabalhou na sua carreira, destacando a humildade dos seus novos colegas, sobre quem não tem nada a apontar sobre a qualidade. Cristiano acredita que a equipa não precisa de reforços, negando os rumores que dão Gareth Bale e Marco Asensio como possibilidades para a Juventus. Diferente é a opinião de Cristiano sobre o amigo Marcelo, a quem deixa as portas da Juventus bem abertas, dizendo que seria um jogador útil à equipa, em revelações ao Gazzetta dello Sport.

Cristiano contente com o grupo

O internacional português deixou o Real Madrid pela Juventus no início desta temporada, e desde então que têm sido vários os rumores a darem conta de que alguns jogadores o poderiam seguir.

A chegada de Cristiano Ronaldo ao Calcio tem aumentado a influência do campeonato italiano e são muitas as grandes estrelas que começam a mostrar novamente interesse pela Serie A.

Advertisement

No entanto, nomes mais próximos de Ronaldo também têm sido apontados à Juventus. São os casos do galês Gareth Bale, o colombiano James Rodríguez ou o jovem espanhol Marco Asensio, jogadores que já atuaram com Ronaldo e que poderiam voltar a fazê-lo.

No entanto, Ronaldo está convencido que a Juventus já tem qualidade suficiente e que nenhum desses nomes seriam necessários para fortalecer a equipa.

"Vocês falam sobre o James, Bale, Asensio, mas eu, para ser honesto, acho que a Juventus não precisa de outros jogadores. Têm que falar com o presidente. No futuro, talvez", disse Ronaldo, à Gazzetta dello Sport, negando ter qualquer influência nas aquisições da Juventus.

O reencontro com Marcelo

Apenas um nome parece ter despertado o interesse de Ronaldo. Trata-se do amigo Marcelo, que para lá da amizade que tem com o internacional português, é também um dos melhores laterais-esquerdos do mundo.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia

Apesar de negar alguns reforços para a Juventus, Cristiano Ronaldo não rejeita a possibilidade de jogar novamente com o brasileiro Marcelo. “O Marcelo é forte, abrimos as portas a todos os bons jogadores e o Marcelo é um deles", disse Cristiano Ronaldo, em declarações ao jornal italiano.

Ainda a Bola de Ouro

Numa entrevista bastante reveladora, Cristiano voltou ainda ao tema da Bola de Ouro. O jogador ficou em segundo lugar este ano e não se mostrou muito convencido. Deu os "parabéns" ao vencedor Luka Modric, mas deixou o seu ponto de vista: "Eu acho que mereço a cada ano, trabalho para isso, mas se não ganhar não é o fim do mundo. Eu respeito a decisão. Claro que estou desapontado, mas a minha vida continua e vou trabalhar ainda mais para no ano que vem eu voltar lá".