Um dérbi é sempre um encontro mais emocionante e o de Turim ainda continua a mexer. Após a vitória da Juventus por 1-0 sobre o Torino, no fim-de-semana, o presidente da equipa derrotada virou-se contra Cristiano Ronaldo. A equipa ficou frustrada com a vitória do rival e critica o comportamento de Cristiano Ronaldo, no momento do único golo do jogo, por ele mesmo apontado. Cristiano bateu o guarda-redes Salvador Ichazo de penálti e na celebração foi visto a sorrir para o guarda-redes e a dar-lhe um pequeno encontrão, em jeito de provocação.

O presidente do Torino, Urbano Cairo, não gostou do que viu e não considera esse comportamento nada digno, para um jogador como o internacional português.

Urbano Cairo critica Cristiano Ronaldo

A Juventus ganhou por 1-0 no reduto do Torino e, no final do jogo, Urbano Cairo tinha muitas críticas a apontar. Para começar, Cristiano Ronaldo, a grande estrela da Serie A italiana, foi o primeiro a merecer reparos ao presidente do clube rival, na cidade de Turim.

O presidente do Torino não gostou da provocação de Ronaldo ao guarda-redes Salvador Ichazo.

"Cristiano fez algo que não se espera de um campeão. Um campeão não faz isso que ele fez. Não se provoca um guarda-redes depois de marcar um penálti. Se ele fosse um campeão, como dizem, não o teria feito", disse Cairo, em declarações à rádio Rai Uno.

Urbano Cairo estava furioso com a atitude mais provocatória de Ronaldo, que após converter a grande penalidade foi chocar, propositadamente, contra o guarda-redes rival. "Ele provocou um guarda-redes, que quase defendeu a grande penalidade", disse Cairo.

Ichazo ficou manifestamente incomodado, mas aparentemente por quase ter salvado o penálti de Ronaldo, e não tanto com o contacto do internacional português.

Apesar do lance menos bonito, no final do jogo, Cristiano Ronaldo foi retratar-se junto do co-protagonista deste incidente. O internacional português teria pedido desculpa ao guarda-redes do Torino pela sua reação ao golo, e os dois abraçaram-se no relvado. Aparentemente, ficou tudo sanado entre os dois jogadores, no final do dérbi de Turim.

Torino com queixas da arbitragem

No entanto, as críticas do presidente do Torino não se focaram somente em Cristiano Ronaldo. Cairo também tinha algo a dizer sobre a arbitragem que, na sua opinião, desfavoreceu a sua equipa. O presidente sugeriu que a Juventus teve várias decisões a seu favor, uma situação que ele considera ser habitual, mesmo depois da introdução do sistema de vídeo-árbitro no campeonato italiano.

"Eu anotei uma lista de decisões inacreditáveis contra nós. Todos viram o que aconteceu: houve o incidente com Blaise Matuidi, que empurrou Andrea Belotti, e Alex Sandro a agarrar o Simone Zaza. Foram dois incidentes que deveriam pelo menos ter sido revistos pelo VAR, apesar de não sermos os únicos que fomos penalizados este ano", comentou o presidente do Torino, sugerindo que a Juventus tem sido favorecida pela arbitragem.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo