O Real Madrid ter vendido Cristiano Ronaldo pode ter sido uma das piores decisões da história do futebol, como declarou Peter Staunton, correspondente do site Goal. Enquanto a Juventus está a fazer a melhor temporada de sempre, o Real Madrid está a realizar uma temporada com muitas dificuldades, o que ajuda a explicar a influência de Cristiano Ronaldo. Naturalmente, Ronaldo não é a explicação para tudo, mas a verdade é que o jogador continua a marcar muitos golos e a ajudar a sua equipa a vencer, enquanto que o Real Madrid sente muitas dificuldades para marcar golos e ganhar os seus jogos.

Publicidade

Por isso, a decisão do Real Madrid de deixar Cristiano Ronaldo sair para a Juventus, no último verão, está a ser considerada uma das piores decisões que uma equipa alguma vez tomou.

Real Madrid sente a falta de Cristiano Ronaldo

O Real Madrid continua com algumas dificuldades na temporada, nomeadamente no ataque. Além da ausência de Cristiano Ronaldo, a equipa tem sofrido ainda com algumas lesões. Neste momento, por exemplo, o Real não pode contar com Gareth Bale, Karim Benzema ou Marco Asensio que, em teoria, poderiam formar o ataque merengue.

A verdade é que o Real encaixou 100 milhões de euros por um jogador de 33 anos, mas esse dinheiro parece não ter pago o que a saída desse craque custou à equipa.

Na última temporada, o Real terminou a 17 pontos do Barcelona, ​​e a meio desta temporada, já vai perdendo dez pontos para o mesmo líder, num ano em que a equipa também se ressente da saída do treinador Zinedine Zidane.

Renovação não resultou

A saída de Ronaldo por 100 milhões de euros até poderia ser um mal menor na equipa, mas o maior problema teria sido a falta de renovação.

Publicidade

A equipa perdeu uma estrela mundial e não se reforçou com um craque de renome.

Muito se falou em Neymar ou Kylian Mbappé para essa renovação, mas Florentino Pérez contratou apenas Mariano Diaz, do Olympique de Lyon, um jogador que apenas se parece com Ronaldo no número da camisola: o sete. Tirando isso, Diaz está longe de fazer esquecer Ronaldo e tem apenas um golo marcado.

Florentino Pérez arrependido

De acordo com o Tuttosport, Florentino Pérez estaria arrependido e a pensar que vender Cristiano Ronaldo foi um erro da sua gestão.

No entanto, a mesma fonte garante que o presidente do Real Madrid se recusa a admitir esse arrependimento, que seria real. O presidente estaria a lamentar, ainda que secretamente, ter deixado sair o jogador e não ter conseguido substituir o craque com um reforço galáctico, como Hazard, Mbappé e Neymar.

Para agravar as coisas, Zidane também saiu e a primeira escolha de Florentino, que foi Julen Lopetegui, não resultou e o Real já teve que substituir o treinador, com Santiago Solari a ser uma solução interna.

Publicidade