A informação foi revelada pelo ex-treinador do Real Madrid, Ramón Calderón, que garante saber a razão que levou à saída de Zinedine Zidane do Real Madrid no verão passado. A saída de Zidane foi uma das grandes surpresas do ano, quando nada fazia prever que o treinador francês quisesse deixar o colosso madrileno, logo depois de conquistar a sua terceira Liga dos Campeões em menos de quatro anos. Agora, Ramon Calderón contou ao Bleacher Report que Zidane saiu por causa de Cristiano Ronaldo e da decisão do clube em vencer o internacional português. O Real insistiu nessa venda e Zinedine Zidane bateu com a porta, não aceitando ficar à frente do clube sem Cristiano Ronaldo.

Publicidade
Publicidade

Calderón explica razões de Zidane

"Zidane insistia em manter Cristiano Ronaldo e transferir Gareth Bale, e o presidente fez completamente o oposto", contou o antigo treinador do Real Madrid, em declarações ao Bleacher Report, revelando que foi essa a razão que levou o francês a apresentar a sua demissão e a sair de Madrid, onde também fez carreira como jogador.

Certo é que poucas semanas depois de Zidane sair confirmou-se mesmo a saída de Ronaldo, que deixou o Real e assinou um contrato de quatro temporadas com a Juventus, para grande surpresa.

Publicidade

Em poucas semanas, o Real perdia duas das mais importantes peças na hegemonia europeia do clube, que culminou na conquista de três Ligas do Campeões consecutivas.

Muitos ficaram surpreendidos quando Zidane anunciou a sua saída em maio, apenas cinco dias depois de ter conquistado o seu terceiro título consecutivo na Liga dos Campeões como treinador. Depois de uma final espetacular contra o Liverpool, o Real Madrid voltava a conquistar a 'orelhuda' e já ninguém se lembrava que a equipa tinha terminado a 18 pontos de distância do campeão Barcelona, na Liga espanhola.

Para os adeptos, a temporada complicada internamente tinha ficado para trás com a conquista do troféu mais importante. O problema foi mesmo quando Zidane anunciou a sua saída. E, pouco depois, Ronaldo seguiu-lhe as pisadas.

Zidane decidiu tirar um ano sabático e não está a treinar ninguém, enquanto que Cristiano Ronaldo está a brilhar na Juventus, onde continua a lutar por novas conquistas num campeonato diferente.

Zidane queria manter Cristiano Ronaldo

Afinal, o problema de Zidane teria passado mesmo por Cristiano Ronaldo e pela teimosia de Florentino Pérez, que aceitou ceder a sua maior estrela a troco de 100 milhões de euros.

Enquanto que Florentino via Ronaldo como um jogador de 33 anos, a caminhar para o final da carreira e ainda como uma boa oportunidade para fazer um bom encaixe financeiro, já o treinador sabia que o português ainda tinha muito para dar ao futebol.

Publicidade

A verdade é que Ronaldo já é o melhor marcador da Juventus na temporada e também o melhor marcador do campeonato italiano, enquanto o Real Madrid vai passando por dificuldades ofensivas e já está com dez pontos de desvantagem para o líder Barcelona.

Zidane insistiu, então, em manter Cristiano Ronaldo e transferir antes Gareth Bale, mas o presidente decidiu fazer o oposto para desagrado do francês, segundo Calderón.

Publicidade

"Zidane também queria contratar alguns jogadores e transferir outros - além de Bale - mas ele não conseguiu o que queria, e então decidiu sair. E ele estava certo", completou o ex-treinador ao Bleacher Report.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo