A casa modelo da Quinta do Lago, com 2000 mil metros quadrados de terreno e de 500 metros quadrados de área de construção, voltada para um campo de golfe, num dos mais caros e reputados condomínios de luxo do país, custa cerca de 5 milhões de euros e está muito longe de ser a mais cara da zona. Neste local, há moradias a ser transacionadas a 10 e 12 milhões de euros. Teresa Barros, a directora de marketing da Quinta do Lago, refere que a procura é elevada e que muitos procuram investir nestas casas devido aos incentivos fiscais criados pelo governo português.

Publicidade
Publicidade

O número de estrangeiros que troca o seu país pelo Algarve está a aumentar exponencialmente, e muitos deles dizem que não pretendem regressar aos seus países de origem, visto que a região do Algarve oferece condições de vida mais atrativas.

De acordo com dados da Associação dos Profissionais e Empresas da Mediação Imobiliária em Portugal, no período de Janeiro a Setembro do ano passado, mais de 17 mil estrangeiros compraram casa em Portugal. A maioria em Lisboa, Loulé ou Cascais.

Casas de luxo no Algarve vendidas em tempo recorde
Casas de luxo no Algarve vendidas em tempo recorde

No segmento de luxo, os pormenores nunca são demais, além de áreas grandes e com vistas bonitas, número elevado de quartos, piscina, sala de cinema, sauna, banho turco e escritório são aspetos valorizados pelo cliente, diz a APEMIP.

O custo, como seria de esperar, varia de moradia para moradia mas a média está entre 2,5 milhões a 5 milhões. No Algarve, no que toca a investimentos milionários, Loulé é o concelho mais procurado. O município que, devido às dívidas, estava sob a alçada do Plano de Apoio à Economia Local, conseguiu antecipar em três anos o pagamento do PAEL, devido ao imposto municipal sobre transações dos negócios feitos em Vila Moura, Quinta do Lago e Vale do Lobo.

Publicidade

De acordo com Vitor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé, a região registou uma subida de cerca de 37%, o que em termos brutos representa 22 milhões de euros, permitindo diminuir significativamente a dívida desta Câmara - e, por sua vez, reduzir o IMI, num ciclo positivo de atratividade. 

Leia tudo e assista ao vídeo