O Eurostat anunciou nesta terça-feira que as Parcerias Público-Privadas em Portugal são as segundas mais altas entre os países que fazem parte da União Europeia. Estes encargos com as chamadas "PPP" valem cerca de 5% da riqueza nacional. A Grécia surge no primeiro lugar deste ranking, com quase 7%. Trata-se da primeira vez que o Eurostat difunde este género de dados e informações sobre estas responsabilidades incertas, que englobam as garantias dos governos bem como os encargos extra-patrimoniais relacionados com as PPP e os encargos das empresas públicas de cada país que é Estado-membro da UE.

Publicidade

Numa lista comunicada na manhã desta terça-feira (ontem), Chipre surge no último lugar deste "pódio", com pouco mais de 4,9%. Com cerca de 2% aparece a Hungria. Por sua vez, o Reino Unido surge com 1,9% de peso do seu PIB e a Eslováquia tem 1,5%. Os restantes membros da União Europeia expõem incumbências inferiores a 1%. Sem qualquer valor surgem países como a França, Suécia, Bulgária ou a República Checa ou ainda o Luxemburgo.

Quanto ao indicador sobre o crédito mal parado, Portugal aparece no terceiro posto entre os países da UE com um peso maior no PIB.

O valor português ronda os 1,50%, enquanto a Eslovénia aparece com 2,9%. Já a Irlanda tem um índice com quase com um peso a rondar os 12%.

No que diz respeito ao endividamento das empresas públicas de cada país europeu, Portugal apresenta um valor a rondar os 52% do PIB. Este é o quinto valor mais alto de toda a Europa. A Alemanha lidera este indicador, pois o passivo acumulado pelas empresas públicas supera os 126% do PIB. Por sua vez, a Holanda também ultrapassa os 100% com o valor a rondar o valor exacto do PIB em 107%.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

De acordo com uma previsão efectuada no início do programa de resgate da Troika, cada português iria pagar 4512 euros para financiar todas as Parcerias Público-Privadas. Após o final do programa de resgate, é visível que esta solução continua a representar um fardo macro-económico relevante para a economia nacional.