Filipe Dos Santos Araújo

Contribuinte

Sendo a vivência da natureza, permitindo assim o seu reconhecimento, desenvolvimento e toda a sua existência, torno natural o decorrer da experiência consciente. O nosso desenvolvimento é continuo e todas as fases, sendo elas absolutas na sua singularidade, tornam possível o florescimento de obras de arte. Sendo essa mesma obra de arte, elimino assim as linhas temporais, tornando a vida numa experiência momentânea e paradoxa de enriquecimento inconsciente universal, com base na coexistência e no florescimento da liberdade de amar ...