A derrota frente ao FC Porto continua a gerar ondas de choque na Baviera. Depois da demissão do corpo médico, que trabalhava no clube há 38 anos, parece que a posição de Pep Guardiola está cada vez mais insegura. Ecos da Alemanha afirmam que a paciência da direcção do Bayern de Munique para com as constantes queixas e criticas do espanhol está a esgotar-se e pondera seriamente procurar uma solução no final desta temporada. Na primeira fila para a sucessão surge o ainda técnico do Borussia Dortmund Jurgen Klopp, que esta semana anunciou o adeus ao clube da Westfalen. Entretanto já aparecem interessados em contratar Guardiola. Serão estes os sinais de um divórcio assinalado?

Nas vésperas de um jogo de Futebol importantíssimo frente ao FC Porto, o Bayern Munique parece não conseguir seguir uma das imagens de marca alemãs e fechar o balneário de forma a dar a volta por cima, após essa derrota no Estádio do Dragão por 3-1.

Num clima tenso e nada positivo, que já era vivido há algumas semanas, as várias lesões vieram adensar o que de pior se passava nos bastidores do campeão germânico. Quando questionado na conferência de imprensa ao jogo deste sábado frente ao Hoffenheim sobre a demissão de Müller-Wohlfahrt, Pep Guardiola foi curto mas pouco objectivo: “Foi uma decisão sua. Tenho grande respeito por ele e por isso só tenho de respeitar a sua decisão”, afirmou o treinador espanhol.

Quem decidiu não falar foi o próprio médico, Müller-Wohlfahrt, que depois de 38 anos (!) à frente do departamento clinico do Bayern Munique acabou por pedir demissão: “Ainda é cedo. A seu tempo falarei”. Apesar de ninguém o admitir, está à vista de todos o “divórcio” que existia entre ambas as partes, sendo o episódio da lesão de Benatia o caso mais latente, com Guardiola a bater palmas na direcção do médico, ironizando a sua decisão de libertar o jogador para competir.

Vídeos destacados del día

Sem paciência para Guardiola; Klopp ganha força

Apesar de ter o título da Bundesliga há muito garantido, é certo que a posição crítica que Guardiola tem assumido nas últimas semanas está a saturar a direcção do Bayern Munique, que começa a ficar sem paciência para os “preciosismos” do técnico espanhol. Sinal disso mesmo é o interesse cada vez maior do clube Bávaro nos serviços de Jurgen Klopp. O ainda treinador do Borussia Dortmund anunciou esta semana que vai sair no final da temporada, factor que aguçou ainda mais o interesse pelo emblema de Munique. Ao invés, Guardiola vê a sua posição ficar cada debilitada mas vê chegar o interesse de grandes emblemas da Europa em contratá-lo, como são os casos do Manchester City e do Arsenal.