Anúncio
Anúncio

Desde janeiro que a especulação era grande sobre o futuro próximo de Sérgio Oliveira. Noutros tempos apelidado como o "craque das camadas jovens" do FC Porto, chegou a ter uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. No entanto, o português de 22 anos não atingiu logo o nível que se esperava, mas encontrou o seu melhor futebol em Paços de Ferreira. Com o acordo iminente e com o FC Porto a deter ainda 50% do passe do jogador, era uma questão de tempo até a transferência ser confirmada pelas entidades do clube. O principal destaque deste acordo foi a forma como foi oficialmente apresentado.

Na revista Dragões deste mês de Maio de 2015, numa entrevista a David Bruno do FC Porto B e ex-colega de Sérgio Oliveira, foi-lhe feita uma pergunta sobre o que pensava do regresso do antigo companheiro ao clube, indicando perfeitamente que o negócio já está totalmente fechado.

Anúncio

Quanto à resposta, David Bruno afirmou à revista: "Fiquei muito contente [pelo regresso de Sérgio Oliveira]. Já o conheço há mais de dez anos, jogámos juntos desde pequenos, e é um orgulho saber que voltará pela porta grande. Pode trazer mística e liderança ao plantel".

Ainda não são conhecidos os valores da transferência do centro-campista que atua ainda na Capital do Móvel - orientado por Paulo Fonseca, curiosamente treinador do FC Porto na época passada -, mas o FC Porto irá ficar com 100% dos direitos desportivos e económicos do jogador. A transferência deverá ser feita em valores a rondar os 2 e 4 milhões de euros, num claro "desafogo" também para a equipa de Paços de Ferreira, que dificilmente irá conseguir participar nas competições europeias na próxima temporada.

Anúncio
Os melhores vídeos do dia

Quanto ao contrato de Sérgio Oliveira, deverá ter uma duração de 5 anos, que lhe permitirá ficar contratualmente ligado até 2020, sendo desconhecida a presença, ou não, de uma cláusula de rescisão. É também certo que o número 10 do clube da Capital do Móvel não será dos jogadores mais bem pagos do plantel, numa folha salarial que, recorde-se, é liderada largamente por Jackson Martínez, o jogador mais bem pago no campeonato português.