O mercado de transferências de 2014/15 tem tudo para ser um dos mais memoráveis de sempre. Depois de Jorge Jesus se ter mudado para o Sporting CP, de Maxi Pereira estar muito perto de ir para o FC Porto, surge agora a notícia que Iker Casillas será o guarda-redes do FC Porto na próxima temporada, segundo avança a cadeira televisiva espanhola TVE. Casillas virá, assim, competir com Hélton por um lugar na baliza dos dragões. O interesse de Julen Lopetegui em reforçar a baliza dos azuis e brancos era já conhecido desde há bastante tempo e ficou reforçado com o empréstimo de Fabiano aos turcos do Fenerbahçe, treinado por Vítor Pereira.

O nome mais forte que vinha a ser apontado como reforço era Moyá, guardião do Atlético de Madrid, e que poderia ser incluído no negócio Jackson Martínez para baixar o preço do avançado colombiano.

Mas tal não aconteceu. Falhado esse negócio, o FC Porto partiu em busca de alternativas.

Depois de vinte e cinco anos ao serviço do Real Madrid, em Espanha já há muito se noticiava que o ciclo de Iker Casillas tinha chegado ao fim e que o guardião espanhol já não contaria para Rafael Benítez, novo treinador dos madrilenos, para a próxima temporada. Terminaria, assim, a longa duração entre os Blancos e o histórico capitão do clube.

Segundo avança a TVE, o FC Porto enviou uma proposta formal ao Real Madrid para contratar o guardião do clube e da seleção espanhola, que agradou a todas as partes. A cadeia televisiva espanhola refere mesmo que os madrilenos estão interessados em contribuir na mesma para o salário de Iker Casillas, para que o guardião não saia prejudicado financeiramente por uma possível saída do clube.

Os melhores vídeos do dia

Tal permite também ao FC Porto oferecer ao histórico jogador espanhol um salário suportável para o orçamento do clube português.

Recorde-se que o Futebol Clube do Porto iniciou hoje a sua pré-temporada com um treino que contou com vinte e seis atletas e ainda com imensas ausências e incertezas. Durante a tarde os pupilos de Julen Lopetegui irão realizar os já habituais exames médicos para prosseguirem os trabalhos.