Pode ter chegado ao fim uma das "novelas" que mais tem agitado o mercado de transferências deste verão a nível internacional. De acordo com o jornal espanhol "Marca", Sergio Ramos vai renovar o contrato que o liga ao Real Madrid até junho de 2020. O diário desportivo afirma mesmo que o acordo "está fechado", prevendo-se que seja oficializado até ao início do campeonato espanhol, agendado para o dia 23 de agosto.

Publicidade
Publicidade

O anterior contrato do defesa central formado no Sevilla era válido até 2017.

Foi ainda revelado que Sergio Ramos vai ser alvo de uma melhoria salarial, passando a auferir um valor próximo dos 9 milhões de euros líquidos por temporada. Um montante que poderá ser ainda superior caso o atleta cumpra determinados objetivos, que não foram especificados.

Desta maneira, o Real Madrid assegura a continuidade daquele que é, desde a saída de Casillas para o FC Porto, o capitão da equipa "merengue" e um dos jogadores mais influentes do seu balneário. Sergio Ramos não só é um dos atletas com mais tempo e jogos disputados pelo clube, como é considerado o "herói" da décima Liga dos Campeões do historial do Real Madrid: marcou o golo que levou a final da competição, frente ao rival Atlético de Madrid, para prolongamento, já no tempo de compensação de uma partida disputada no Estádio da Luz, em Lisboa.

Publicidade

Nos últimos meses falou-se insistentemente na imprensa da possível saída de Sergio Ramos do Real Madrid. O central de 29 anos de idade foi associado, sobretudo, ao Manchester United, que pretende reforçar o seu eixo defensivo. Os "red devils" estariam dispostos a apresentar uma proposta milionária, tanto ao Real Madrid (falou-se em valores na ordem dos 40 milhões de euros), como ao próprio jogador, que teria à sua espera em Old Trafford um salário bastante elevado.

Um cenário que, contudo, está agora mais difícil de se concretizar.

Os ingleses, de resto, não estarão muito satisfeitos com a atitude de Sergio Ramos. O jornal britânico "Daily Star", citando fonte próxima do clube, noticia que os dirigentes do Manchester United se sentem traídos pelo jogador, uma vez que este terá aproveitado o interesse dos "red devils" para pressionar o Real Madrid a oferecer-lhe um contrato financeiramente mais vantajoso.

"É como se tivesse traído o United", escreve a referida publicação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo