Nos últimos dias, o Sporting conseguiu arranjar colocação para vários dos jogadores que não entram nas contas de Jorge Jesus para a nova época, que teve início no passado domingo com a vitória leonina na Supertaça Cândido de Oliveira, frente ao rival Benfica. Esta foi uma questão que começou a ser resolvida mais tarde, uma vez que o novo técnico "verde e branco" pretendia ver em ação todos os atletas que tinha à disposição para, só depois disso, se decidir quanto à constituição do plantel consoante as indicações por eles dadas durante a pré-temporada.

O sucesso na contratação de determinados jogadores também terá levado à dispensa - temporária ou definitiva - de outros, que perderam espaço no Sporting 2015/2016. Depois de informada sobre as escolhas do seu treinador, a SAD leonina começou de imediato a resolver os processos dos vários excedentários do plantel, a fim de lhes arranjar um clube para a nova época.

Com a concorrência de João Pereira e do jovem Ricardo Esgaio, MIguel Lopes perdeu espaço no plantel leonino e não impressionou Jorge Jesus, que concordou em emprestá-lo aos espanhóis do Granada. Isto depois de André Geraldes - outro lateral direito - ter sido cedido ao Belenenses até ao final da temporada. Quem também rumou ao Restelo foi o avançado Betinho. O jovem jogador português deixou Alvalade a título definitivo, com os "leões" a manterem 60% dos seus direitos económicos.

Recentemente, vimos o Sporting confirmar também os empréstimos de Héldon ao Rio Ave, Simeon Slavchev ao Apollon Limassol (Chipre), João Palhinha ao Moreirense, e Wallyson Mallmann ao Nice (França). O negócio do jovem médio brasileiro tem a particularidade de incluir uma opção de compra de 15 milhões de euros, que o clube francês poderá acionar até ao final da temporada.

Os melhores vídeos do dia

Nenhum dos outros empréstimos inclui uma cláusula optativa.

Por confirmar estão os empréstimos de Iuri Medeiros, que, de acordo com a imprensa desportiva portuguesa, poderá acompanhar Palhinha em Moreira de Cónegos, e de Rúben Semedo, que aparenta estar muito próximo do Vitória de Setúbal. O jovem defesa central estava a ser testado por Jorge Jesus a médio defensivo, como uma espécie de alternativa a William Carvalho, mas a contratação de Alberto Aquilani levou à necessidade de emprestá-lo de forma a ter mais minutos de jogo ao longo da temporada.

Os dirigentes leoninos ainda têm em mãos os dossiers de Michael Ciani - que, embora contratado este verão, parece ter desiludido Jorge Jesus -, Oriol Rosell e Diego Capel, que não contam para o técnico bicampeão nacional. A continuidade do avançado Junya Tanaka também não é um dado adquirido e deverá conhecer desenvolvimentos nos próximos dias.