Publicidade
Publicidade

O presidente do clube Leonino anunciou esta sexta-feira, dia 2, que não voltará a entrar num estádio de Futebol até ser terminado o processo disciplinar de que está a ser vítima. Bruno de Carvalho foi expulso ao fechar do pano do jogo contra o Boavista no Estádio do Bessa. A SAD do Sporting comunicou, segundo o jornal Correio da Manhã, que o presidente recusa qualquer das infrações comunicadas à liga de clubes pelo árbitro da partida.

A liga de clubes deu início nesta sexta-feira a um processo disciplinar a Bruno de Carvalho causado pelos incidentes sucedidos após o apito final do jogo que acabou empatado a "zeros" no Estádio do Bessa.

Publicidade

Como base do processo está uma alegada infração do artigo 136.º do Regulamento Disciplinar (lesão de honra e reputação) cometida pelo presidente da equipa leonina ao dirigir-se ao árbitro da Associação de Futebol do Porto, Artur Soares Dias, de forma desrespeitosa.

Em sua defesa o dirigente dos "verdes e brancos" alegou que o que foi escrito pelo árbitro no relatório de jogo é mentira e que apenas tinha dito "ao árbitro que este se fez notar" na sequência de uma conversa que o árbitro tinha tido com os treinadores e representantes tanto dos axadrezados como do Sporting, dizendo que não queria ser notado e que esperava que o jogo ocorresse sem incidentes.

Bruno de Carvalho deu então alegadamente uso à conversa previamente referida para atacar de forma desrespeitosa o árbitro da partida.

"Perante o sucedido, os reiterados enganos e decisões absurdas e perante os factos descritos no relatório do árbitro que ou não são verdadeiros ou estão totalmente descontextualizados dos acontecimentos, vem a Sporting SAD comunicar que o seu Presidente, na qualidade de Presidente do Sporting Clube de Portugal, tomou a decisão de enquanto decorrer esta suspensão e processo, não voltar a nenhum estádio de futebol seja na bancada, tribuna ou em qualquer outra área", pode ser lido no comunicado leonino.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Poderá ser então posta em causa a presença do presidente do Sporting Clube de Portugal no jogo a ser disputado contra o Vitória de Guimarães bem com a visita ao Estádio da Luz, naquele que será com certeza um dos mais decisivos jogos da primeira volta do campeonato nacional.