O FC Porto parece ter aproveitado bem a visita do Marítimo ao Dragão. Além de encaixar os preciosos três pontos pela vitória, o FC Porto confirmou dois reforços, ao assinar com dois atletas do clube insular: o avançado do Mali Moussa Marega e ainda o guarda-redes internacional sub-21 português, José Sá. Os dois jogadores estavam a ser apontados como possíveis reforços do Sporting nos últimos dias. 

Foi o próprio Marítimo a anunciar as transferências, em comunicado no site oficial. Poucas horas após o jogo do Dragão, que ditou a vitória da equipa da casa, por 1-0, o Marítimo anunciou as transferências dos dois jogadores. 

Quem são os reforços do FC Porto

Moussa Marega tem 24 anos e é avançado maliano.

Apesar de ter nascido em França, soma já quatro internacionalizações pela selecção africana. Chegou a Portugal há um ano, em Janeiro de 2015. Tem tido um papel importante na equipa insular e apontou 15 golos durante este período, argumentos que terão sido suficientes para convencer o FC Porto. 

No FC Porto vai enfrentar a concorrência directa de Aboubakar e do recém-reforço sul-coreano Suk por um lugar nas opções de José Peseiro. Na noite deste domingo, Marega ainda alinhou a titular, tendo saído ainda durante o primeiro tempo por uma suposta lesão. 

José Sá é apontado como um dos mais promissores guarda-redes portugueses. Formado em Braga (Palmeiras e Merelinense), o jogador já passou pelo Benfica, nos Juniores, e está no Marítimo desde 2011. Não era uma opção muito regular, tendo "perdido" a baliza para Salin; o guarda-redes parte agora para um novo desafio. 

Aos 23 anos, terá vivido os melhores momentos da carreira nas selecções jovens de Portugal.

Vídeos destacados del día

No último Europeu de sub-21 foi um dos grandes destaques da equipa de Rui Jorge, sendo mesmo eleito o melhor guarda-redes do campeonato, onde, por exemplo, também jogou o guarda-redes do Barcelona, Marc Ter-Stegen (Alemanha). 

Ao contrário de Marega, José Sá não jogou no Dragão, onde viu, aliás, o colega de posição, Salin, ser o autor do único golo da partida. Num lance infeliz para Salin, o remate de André André bateu na barra da baliza e rechaçou nas costas de Salin, entrando na baliza, com o golo a ser atribuído ao guarda-redes. O golo valeu a vitória ao FC Porto, a primeira na caminhada de José Peseiro, que se estreou como treinador do FC Porto.