Andres Iniesta já tinha anunciado a sua saída, que foi confirmada neste fim-de-semana. Chega ao fim a passagem do espanhol pelo Barcelona, depois de 22 anos de relacionamento. Iniesta chegou ao clube ainda criança, com 12 anos, e parte agora, aos 34, com todos os sonhos cumpridos, mas ainda com objetivos no futebol. O Barcelona despediu-se de uma das maiores figuras da sua história, em várias celebrações e com todo o reconhecimento a que o jogador tinha direito. No entanto, o espanhol não sai sem deixar uma bomba para explodir em breve.

A emocionada despedida de Iniesta

Domingo foi um dos dias mais emocionantes no Camp Nou, o dia que viu o último jogo de Iniesta, com a camisola 8 do Barça.

Muita emoção nas bancadas, mas também no relvado. Iniesta voltou a emocionar-se, mas viram-se vários craques a limpar as lágrimas, como Piqué, Suárez e Messi. O momento foi, de facto, arrepiante e nem seria de estranhar que muitas das pessoas que choravam o fizessem também por saber que o futuro sem Iniesta vai ser bem pior.

O próprio Iniesta sabe que, daqui para a frente, as coisas vão agravar-se no clube do seu coração. Tudo porque o clube não está a cuidar da escola de formação, a La Masia, como antes, e não parece haver um único jogador jovem preparado para ocupar a sua posição. Aliás, Iniesta não vê jogadores na La Masia com garantias de um grande futuro no futebol.

Formação do Barcelona preocupa

Nos últimos anos, o desinvestimento na La Masia tem sido evidente e não estão a chegar jogadores da formação à equipa principal.

Os melhores vídeos do dia

A estratégia da equipa tem sido outra, passando por comprar mais do que aproveitar os talentos da formação. Philippe Coutinho é um dos exemplos, um jogador que é diferente de Iniesta, mas que custou 160 milhões de euros. Apesar disso, ele não é capaz de garantir o controlo de jogo de Iniesta.

E isso ficou evidente em alguns jogos desta temporada, em que Iniesta não esteve presente. A verdade é gritante: vão sentir muito a falta de Iniesta em Barcelona, e isso ninguém pode negar. E não vai ser fácil para o Barcelona encontrar um jogador capaz de representar o que o internacional espanhol foi para este Barcelona nos últimos anos. A verdade é que Sergi Roberto é o último jogador da La Masia a assumir um lugar no onze do Barça, e neste momento, restam apenas da formação do Barça na equipa, Leo Messi, Gerard Piqué e Sergio Busquets.

Iniesta deixa alerta assustador

Andres Iniesta foi embora, tal como Xavi ou Puyol, lendas que também não tiveram substituto. No entanto, o pior de tudo, é que depois de Iniesta, há uma outra saída que se aproxima, em poucos anos, e que aterroriza Iniesta e todos os catalães: Messi.

Tal como Iniesta, o final de Messi também se aproxima, e a ausência do argentino é ainda mais assustadora para todos.

O ex-capitão espanhol já vem alertando há algum tempo o que para ele parece óbvio. Quando Messi for embora, vai ser terrível para o Barcelona, que vive cada vez mais dependente da estrela argentina. O que Iniesta queria mesmo é que o clube trabalhasse mais os jogadores na formação, até porque, para o espanhol, jogadores como ele, Xavi ou Messi só nascem desde a base de um clube. E o futuro não é animador para o Barça.