Terminou, oficialmente, a temporada do Barcelona. A equipa conquistou campeonato e taça da Espanha, numa competição interna em que nunca pareceu ter rivais à altura. Domínio absoluto em Espanha, numa época que finda apenas com uma mancha: a eliminação precoce na Liga dos Campeões. A equipa caiu frente à Roma, nos quartos-de-final, depois de ter estado a vencer a eliminatória por 4-1. Ninguém esperava o desfecho, que mancha uma bonita temporada. Agora, os jogadores viram-se para o Mundial da Rússia, mas os dirigentes catalães já pensam no que aí vem e vão preparando a nova temporada, a pensar muito nessa eliminação na Champions, que não querem ver repetida.

Barça vai vender mais do que comprar

O Barcelona deve receber alguns reforços, sendo que Antoine Griezmann é o que parece mais próximo de assinar; até Leo Messi já falou da possibilidade do francês se juntar a ele no ataque do Barça.

Messi revelou que todos os grandes jogadores são bem vindos, garantindo que "Griezmann é um dos melhores do mundo". Com essa quase certeza a caminho, existem outros dados seguros: o Barcelona vai fazer várias dispensas.

Leo Messi será o novo capitão da equipa, após a saída de Andres Iniesta, e está mais por dentro de tudo do que nunca. O jogador já foi informado sobre as baixas que o clube vai ter para a próxima temporada. De acordo com o site Don Balón, Ernesto Valverde quer um plantel mais curto, mas com mais qualidade. Com esta reestruturação, o Barça vai ainda conseguir baixar nos gastos salariais com todo o plantel.

As baixas do Barcelona

Para começar, o Barça quer uma solução definitiva para os dois jogadores que já estão emprestados. Rafinha Alcântara e Gerard Deulofeu não contam para Valverde e se Inter de Milão e Watford, respectivamente, não quiserem ficar com eles, o Barça vai tentar outras soluções, mas dando prioridade a uma venda, que permitiria ainda um encaixe financeiro.

Os melhores vídeos do dia

Depois, existem outras quatro saídas mais do que planeadas: André Gomes, Paco Alcácer, Lucas Digne e Aleix Vidal não vão continuar no Barça. A verdade é que nenhum dos quatro parece ter acrescentado muito à equipa, e Valverde não acha que eles têm o suficiente para este plantel. A prioridade do clube é vendê-los, mas falta saber a quem e por que valores, uma vez que todos eles custaram um bom dinheiro ao Barcelona.

Três possíveis saídas que surpreendem

Porém, se estes quatro jogadores são anteriores a Valverde, existem três outros jogadores que já são da responsabilidade do atual treinador. Nélson Semedo, Paulinho e Ousmane Dembélé ainda não se impuseram totalmente no Barça, que poderá tentar novas saídas para este trio. No entanto, estes casos são completamente diferentes dos anteriores, até porque se fala de outra qualidade e de outro investimento, e que ainda podem dar muito ao clube. Foram jogadores muito caros, mas o Barça está disposto em recuperar o dinheiro se tiver a oportunidade.

O clube não vai fechar a porta de nenhum deles, e se as ofertas agradarem, o Barça está disponível para vender.

Os casos especiais de Mina e Suárez

Situação diferente vivem Yerry Mina e Denis Suárez. O central colombiano ainda não se adaptou ao futebol europeu, e poderá ser emprestado durante um ano, enquanto que Denis pode ter uma nova oportunidade na equipa de Valverde. Não sendo um indiscutível, ele poderá ter uma nova vida com a saída de Iniesta. Messi é um dos seus maiores apoios no Barcelona e o galego pode continuar.