O Barcelona viveu um fim-de-semana para esquecer. A equipa segurou a invencibilidade durante 36 jogos e, a dois jogos do final do campeonato, o Barça tropeçou em Valência e perdeu o bonito registo que tentou defender durante toda a temporada. A desilusão é muita entre os adeptos e jogadores, uma vez que a equipa tinha mesmo esse objetivo de terminar o campeonato sem derrotas. No entanto, uma derrota por 5-4 contra o Levante quase soa a humilhação, até pela forma como o jogo decorreu, em que a situação chegou a parecer pior ainda.

Sem Messi, Barça tropeçou

Ernesto Valverde decidiu dar descanso a Lionel Messi e deixá-lo em Barcelona para a partida com o Levante.

A decisão é compreensível, no sentido em que o Barça já é campeão, e até seria uma forma dos outros jogadores poderem brilhar mais e destacarem-se da imagem de que Messi é que faz tudo neste Barça. No entanto, aconteceu exatamente o oposto. Sem Messi, o Barça expôs todas as fragilidades, e vários jogadores deram uma imagem muito pobre do seu futebol. Salvou-se Philippe Coutinho, com uma partida inglória, que pareceu o único a remar contra a maré. O brasileiro, contratado em janeiro ao Liverpool, marcou três golos e aliviou uma derrota de números históricos, que chegou a pairar.

O Levante chegou a estar a vencer por 5-1, mas uma recuperação liderada por Coutinho permitiu diminuir os números embaraçosos. Quem não gostou nada de ver o desempenho de alguns dos seus companheiros foi Leo Messi, que mesmo à distância assistiu à exibição de alguns dos seus companheiros.

Os melhores vídeos do dia

O Barça demonstrou perante o Levante que sem Leo Messi em campo ainda é uma equipa com muitas dificuldades, e acabou por sofrer uma derrota difícil de digerir.

Aos 55 minutos, o Barcelona perdia por 5-1, e só um último esforço da equipa permitiu aliviar os números pesados de uma derrota, que começou muito cedo a ganhar números de escândalo.

Equipa mostrou muitas dificuldades

O resultado final, de 5-4, acaba por esconder alguns dos problemas, mas ainda deixou a sensação de que o Barça sem Messi vai continuar a ter muitas dificuldades e que a equipa é muito dependente da sua maior estrela.

Em diversos momentos da temporada o Barcelona mostrou fraquezas, mas acima de tudo há três jogadores que não são de confiança e que, contra o Levante, voltaram a mostrar isso mesmo. Jogadores como Nelson Semedo, Yerry Mina e Ousmané Dembelé não estão ao nível de uma equipa como o Barcelona, e Messi seria um dos mais críticos sobre as exibições dos colegas.

Os três jogadores mostraram falhas óbvias que colocaram o Barça em desvantagem durante a partida. Tendo em conta que eles tinham uma oportunidade de mostrar o seu valor, esperava-se bem mais deles, mas eles acabaram por cometer muitos erros e podem ter complicado a continuidade no clube.