Está cada vez mais iminente a chegada de Antoine Griezmann ao Barcelona. Durante toda a temporada, falou-se muito do interesse do Barça no avançado do Atlético de Madrid, e agora que a época está a chegar ao fim, os catalães estão a pressionar mais ainda. A partir de junho, a cláusula de rescisão do francês vai baixar dos 200 para os 100 milhões de euros, um valor que o Barcelona está disposto a pagar pelo avançado de 27 anos. Com a chegada de Griezmann, ficam algumas indefinições no plantel, nomeadamente no ataque, onde as presenças de Luis Suárez e Ousmane Dembélé podem ser contestadas.

Griezmann cada vez mais perto do Barcelona

Naturalmente, o Barcelona não pensa em contratar um jogador como Griezmann para não ser titular no imediato.

E o francês também só vai de Madrid para a Catalunha com esse propósito de se tornar um indiscutível para Ernesto Valverde. Sobram, então, as dúvidas. E não são tão poucas.

Para Messi, a solução é muito simples, falta saber se todos vão estar de acordo com a estrela maior da equipa. Para o astro argentino, um craque como Griezmann tem que ser bem recebido na equipa. Afinal, se o Barça quer ser ainda mais competitivo, vai precisar de ter os melhores jogadores, e não há dúvida que o francês do Atlético é um deles. Ainda esta temporada, Griezmann foi o melhor no Atlético, e não é por mero acaso que a equipa colchonera está em segundo lugar do campeonato, à frente do Real Madrid, e ainda com a possibilidade de ganhar a Liga Europa. Griezmann é um dos 'culpados' na regularidade da equipa treinada por Simeone.

Os melhores vídeos do dia

Ataque de sonho no Barcelona

Por isso, Messi já imagina dividir o ataque com Luis Suárez e Antoine Griezmann. Quem se vai dar mal, no meio disto tudo, é Ousmane Dembélé. No entanto, nem tudo são más notícias para o talentoso francês. Messi não concorda nada com os que defendem que Dembélé foi um mau negócio e que deve ser vendido. Para o argentino, o jovem colega é para manter, e não tem dúvidas que ele vai ser fundamental já na próxima temporada, mas a partir do banco.

Messi imagina Dembélé como o suplente de luxo, aquele que vai resolver muitos jogos, quando sair do banco, com a sua capacidade de explosão ofensiva. De acordo com o site Don Balón, Messi já terá conversado com alguns dirigentes sobre a importância de Dembélé que, aos 20 anos, é já um dos mais talentosos futebolistas do mundo. O argentino acredita que Dembélé pode contribuir com muitas coisas na próxima temporada como jogador 'número 12'.

Com um ataque com Griezmann, Luis Suárez e Messi, Dembélé pode ser um substituto de luxo, algo que o Barça não tem há muito tempo. Por isso, Messi não tem dúvidas em afirmar: Dembélé é para manter. Afinal, o Barcelona precisa de um banco com mais soluções, o que faltou muitas vezes nesta temporada, nomeadamente na Liga dos Campeões, em que a equipa acabou por cair demasiado cedo.