No Barcelona, a temporada chegou ao fim e, apesar do Mundial de seleções, na Catalunha já só se pensa na próxima temporada. Vários jogadores deverão sair, outros entrar, mas nem tudo está a correr como a equipa desejaria. Para começar, a saída de Iniesta, que acabou por ser inevitável, deixa um vazio no clube. O jogador sai por iniciativa própria, e há outros casos ainda mais dramáticos.

Barcelona tem algumas ameaças para gerir

Iniesta anunciou com antecedência que iria embora, mas há outros jogadores que podem estar em negociações com outros clubes, ainda antes de partirem para o Mundial, ao serviço das respetivas seleções.

Casos como os de Samuel Umtiti, Ivan Rakitic e Sergio Busquets começam a preocupar a direção do Barcelona,pois a sua eventual saída teria consequências devastadoras para a equipa de Ernesto Valverde.

Umtiti ainda não prolongou o contrato e sabe-se que pode sair do Barça pelo valor da cláusula, os 60 milhões de euros, mas o caso que está a preocupar, neste momento, é o de Busquets. O futebolista catalão jogou toda a vida no Barcelona, onde chegou em criança, pela mão do pai, que era guarda-redes do clube. Cresceu na formação de La Masia e tornou-se num dos indispensáveis da equipa principal.

Busquets é um dos intocáveis no Barça

Sem queimar etapas e com uma progressão incrível, Busquets é hoje em dia um intocável na equipa do Barça e na seleção da Espanha. Com o seu futebol silencioso, Busquets não tem substituto no Barça e é mesmo uma das situações mais complicadas, nos últimos anos. O Barça não encontra solução para as ausências de Busquets, o que demonstra bem a importância do jogador, de 29 anos.

Os melhores vídeos do dia

No início desta semana, o Diario Gol dá conta de que o médio pediu uma revisão salarial, uma questão que o próprio Iniesta confirmou. Busquets não está satisfeito com o valor que está a auferir no Barça e pediu mais à direção. "Parece um grande erro se o Busquets não continuar no Barça por aquilo que ele representa como jogador, mas não acho que isso aconteça porque ele ainda tem muitos anos de futebol e entendo que ele é um jogador fundamental. Existem coisas pessoais, mas o clube não deve ter dúvidas", disse Iniesta na rádio RAC1.

De facto, o problema existe e é cada vez mais real. Busquets não sente que está a ser valorizado e parece que, se o Barcelona não ouvir as suas pretensões, ele pode mesmo ir embora. O jogador está a ganhar 14 milhões de euros anuais, mas sabe que pode ganhar mais noutros clubes europeus. E Busquets tem os argumentos do seu lado. Ele sabe perfeitamente que o Barça não tem um suplente à altura e pode usar isso a seu favor, para que a direção de Josep María Bartomeu lhe dê o aumento que ele pede.

"Ele quer sair", dizem as fontes próximas do jogador.

Guardiola atento a Busquets

Com a saída de Yaya Touré do Manchester City, Pep Guardiola acredita que não poderia encontrar melhor jogador para a sua equipa do que Busquets, futebolista da sua total confiança desde os tempos do Barcelona. O médio catalão tem, no entanto, uma cláusula de rescisão de 200 milhões de euros, mas Guardiola acredita que isso não tem que ser um impedimento para uma equipa como o City, e ele poderia mesmo gastar todas as fichas num jogador decisivo para o meio-campo.