Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas depois de um acidente no estúdio onde iria começar a ser gravado o novo filme de Martin Scorsese, “Silence”. O tecto do estúdio acabou por ruir quando três pessoas estavam, justamente, a repará-lo, uma vez que foi considerado inseguro para as filmagens. Um dos funcionários morreu e outros dois ficaram feridos nas pernas e na cabeça. O edifício em questão é uma casa antiga, feita de tijolo e madeiro, no Centro Chinês de Cultura e do Cinema em Taiwan.

A produção considerou que a estrutura não era segura, e por isso mesmo houve ordem para que fosse reparada. Foi no momento em que três funcionários contratados estavam a reparar a estrutura que esta cedeu, causando a morte a um deles e ferimentos nos outros dois, não se sabendo ainda com que gravidade.

Os produtores manifestaram a sua tristeza e lamentaram o sucedido. À parte disso, as gravações começaram hoje e irão seguir com o cronograma previsto.

Filme sobre portugueses  

O director de “O Lobo de Wall Street” está em Taiwan para gravar “Silence”, que se trata de uma adaptação do livro  livro do japonês Shusaku Endo, publicado em 1966. A história anda à volta do caso dos jesuítas portugueses no Japão durante o século XVII. Os dois padres  portugueses viajam até ao interior do Japão para investigar casos de perseguição religiosa e evangelizar o povo local, sendo depois vítimas de perseguição.

Nos papéis principais deste novo filme de Martin Scorsese, podemos encontrar nomes como Liam Neeson - que interpretará um padre mais velho residente no país, acusado de apostasia - enquanto os dois jovens padres portugueses serão interpretados por Andrew Garfield, que será Sebastião Rodrigues, e Adam Driver. 

As temáticas religiosas, principalmente da fé católica, são presença assídua nos Filmes de Martin Scorsese.

Os melhores vídeos do dia

No filme Gangs de Nova York, de 2002, Liam Neeson interpretou também um padre, que liderava o gangue composto por imigrantes católicos vindos da Irlanda. A estreia de “Silence” está prevista para o próximo ano, ainda sem data específica.