A renegociação da dívida e do seupagamento levam o primeiro-ministro e o ministro das Finanças da Grécia a umpériplo pela Europa. Na primeira viagem oficial, Alexis Tsipras foi a Chipre,outro país em dificuldades, onde já reafirmou que não quer a saída do euro, poisseria o início do desmembramento da zona euro. Tsipras disse que o novo governodo Syriza tem como mandato principal a renegociação com os parceiros europeus eos credores.

Para Tsipras é claro que há obrigações para com os credores,contudo garantiu não existir uma estratégia que passe pela ajuda especifica daRússia à economia grega.

Depois de Chipre, Tsipras vai aRoma, a Bruxelas e a Paris, onde passou já o ministro grego dos negóciosestrangeiros. No que é já visto como uma primeira vitória, Yanis Varoufakisdisse que encontrou em Paris disponibilidade para o diálogo com vista a umarenegociação dos prazos e forma de pagamento, embora o governo socialistafrancês insista que a Grécia tem de pagar o que deve.

O presidente Hollandepode vir a ser a ponte numa negociação entre a Grécia e os credores. Varoufakisreafirmou em França as críticas ao programa de resgate.

Depois de Paris Yanis, Varoufakisdirigiu-se a Londres onde foi recebido pelo homólogo britânico. O ministrogrego quer captar investimento inglês e tem a expectativa de receber a mesmaabertura para um apoio à renegociação da dívida. Com uma dívida superior atrezentos e quinze mil milhões de euros, 170% do PIB e a semanas de ter depagar a próxima tranche do resgate, o primeiro conselho de Ministros da Gréciasuspendeu as privatizações que estavam em marcha, aumentou o salário mínimo ereintegrou funcionários públicos.

Estas são medidas que contrariam a troika. AAlemanha já se pronunciou sobre estas medidas, fazendo questão de dizer que asdesaprova; neste sentido, reafirmou que rejeita qualquer novo perdão da dívidae que os compromissos assumidos pela Grécia devem ser respeitados. De referirque, com as medidas promulgadas recentemente, Varoufakis ganhou (aindamais) popularidade entre o povo grego.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo