As organizações não-governamentais em Angola, que trabalham nas áreas de promoção e defesa dos direitos humanos e promoção da cidadania, têm vindo a mostrar uma grande preocupação pela centralização do poder político e económico no país, o que afeta diretamente o objectivo do estado, que é o de garantir e promover melhor qualidade de vida para a população.

É por estes motivos que as organizações têm vindo a trabalhar com as comunidades rurais e urbanas, no sentido demonstrarem às pessoas os grandes benefícios que o sistema autárquico poderá trazer se for implementado no país.

Algo que já tem surtido muito efeito, levando as pessoas a interessarem-se mais sobre o tema e a terem o sonho de verem o seus problemas a ser resolvidos com maior dinamismo e igualdade.

Um dos responsáveis salienta que as ONGs acreditam que para uma melhor distribuição dos bens e serviços para a população, melhor participação nas questões politico-económicas, melhor democracia, melhor liberdade de expressão e de imprensa, melhor funcionamento das instituições públicas e muitas outras melhorias, o poder tem que ser descentralizado e distribuído não só pelos governantes, mas também pelos governados, no sentido de todos participarem na governação. Além disso, para garantir a sua descentralização, o sistema autárquico deverá ser implementado em todos os cantos do país.

Os populares que já obtiveram conhecimento sobre as autarquias salientam que o sistema deve ser implementado urgentemente, porque já não estão com paciência para receberem muitas voltas na resolução de simples problemas.

Os melhores vídeos do dia

Quando expõem um problema ao administrador/a comunal, este, por insuficiência de poder para resolver, envia para o administrador municipal, que, por sua vez, envia também para seus superiores. Uma cadeia sem fim.

As organizações não-governamentais convidam as outras ONGs para trabalharem em conjunto neste tema de grande importância, uma vez que a maioria da população ainda não tem a mínima ideia do que são as autarquias. É de conhecimento geral que as autarquias constituem um mecanismo essencial na descentralização do poder e têm um forte contributo para o desenvolvimento de um país.