Anúncio
Anúncio

O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) confirmou, ao final desta manhã de sexta-feira, que as vítimas mortais do acidente na região de Burgos, Espanha, são todos do concelho de Braga. Do Acidente, na interceção de uma estrada municipal com a nacional AP-1, resultaram ainda quatro feridos, dois dos quais estão em estado muito grave.

As vítimas mortais, três homens com idades compreendidas entre os 44 e os 51 anos, são das freguesias suburbanas de Pedralva e Sobreposta, em Braga.

Outra das vítimas é de Lamaçães, freguesia da zona sul da cidade. As autoridades espanholas ainda só divulgaram as iniciais das vítimas. "O pessoal médico deslocado só podia confirmar a morte de duas vítimas, JJPM, 51, e JPAL, 44.

Advertisement

Uma outra vítima acabou por morrer depois de chegar ao hospital, tem 47 anos, JAPP", indicou fonte da proteção civil espanhola. Os feridos, dois em estado crítico, foram transportados para o Hospital Universitário de Burgos. Estes têm entre os 25 e os 48 anos de idade.

Segundo as autoridades locais, o acidente registou-se na localidade de Quintanapalla, Burgos, por volta das 05:30 da manhã, hora espanhola. A carrinha, de nove lugares e da marca Opel, vinha de França. "Aproveitaram o feriado naquele país para virem visitar os familiares a Braga", indicou um amigo próximo de um dos feridos.

Segundo relatos de condutores que passaram no local momentos após o acidente, o cenário foi trágico. "Havia corpos espalhados pela via e pessoas gritavam no interior da carrinha", indicou Vítor Almeida, um camionista português, em declarações à RTP Informação esta manhã.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia

O socorro às vítimas foi coordenado pela Guarda Civil de Tráfego e Emergência Sanitárias.

Várias ambulâncias, apoio médico e veículos de desencarceramento foram enviados para o local. "Havia vítimas projetadas ao longo da via, dando a entender que a carrinha capotou várias vezes, assim como estavam outras vítimas encarceradas. Foi uma operação delicada", indicou Alejandro Beunza, agente envolvido no socorro. A via esteve cortada ao trânsito naquela zona.

Já em 2010 também se assistiu à morte trágica de uma família portuguesa nesta estrada. Na altura, morreram cinco pessoas que vinham da Alemanha depois de uma visita a um familiar.

Câmara de Braga já está a apoiar familiares das vítimas

A Câmara de Braga já enviou uma mensagem de condolências e está no terreno a prestar apoio aos familiares das vítimas mortais. "Nesta hora cumpre-nos, em nome do Executivo Municipal e da cidade de Braga, apresentar às famílias enlutadas os sentimentos do nosso profundo pesar e sinceras condolências", disse Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, acrescentando que "está a encetar contactos e procedimentos de articulação" para prestar apoio.

"Estamos em contacto com a Secretaria de Estado das Comunidades e com as respectivas Juntas de Freguesia da zona de residência das vítimas deste fatídico acidente, no sentido de ser prestado todo o apoio directo aos familiares", frisou o presidente da Câmara de Braga.