4

Um autocarro espanhol ficou em tecto após passar por um túnel em La Madeleine, perto de Lille. O condutor do autocarro disse às autoridades que confiou no GPS e não prestou atenção à estrada. O túnel tem 2,60 metros enquanto que o autocarro da empresa espanhola Alba media 3,65 metros do chão ao topo. Apesar do autocarro contar com dois condutores, nenhum deles se apercebeu de que o túnel era um metro mais baixo do que o autocarro.

Segundo a AFP, o Acidente ocorreu no mini-túnel de Grand Boulevard, no bairro de Madeleine, perto de Lille em França. À entrada do túnel existe não só uma indicação do limite de altura de 2,60 metros como também um pórtico que já foi derrubado várias vezes.

Ainda no mês passado, o pórtico foi deitado abaixo por uma camioneta. O autocarro espanhol transportava 59 pessoas. 53 eram jovens entre 18 e 29 anos e os outros 6 eram adultos, sendo que dois deles eram os condutores. O autocarro fazia a rota entre Bilbau, no País Basco, e Amesterdão, na Holanda.

Segundo o governo do País Basco (localizado no norte de Espanha), os feridos são todos estudantes espanhóis e contam com dois em "estado muito grave", um rapaz e uma rapariga com traumatismo craniano e abdominal, respectivamente. Os feridos foram transportados para o hospital universitário de Lille e um total de 27 pessoas foram atendidas no centro hospitalar de Lille.

"O acidente não foi mais grave porque o encosto de cabeça da maioria dos assentos estava completamente destruído", afirmou Sébastien Leprête, autarca de La Madeleine.

Os melhores vídeos do dia

"Poderia ter sido muito mais grave. Salvaram-se porque a maioria dos passageiros vinha a dormir com os assentos reclinados e a cabeça não sobressaia dos assentos", acrescentou a autarca, sendo que os jovens que estavam instalados na parte traseira do autocarro foram os mais afetados pelo acidente.

Os testes de álcool aos motoristas deram resultados negativos e o condutor já foi ouvido pela polícia para determinar as causas do acidente, que deve ter acontecido por desorientação do motorista, que saiu do percurso previamente definido e que seguia instruções do GPS. No acidente estiveram mobilizados 30 bombeiros de Lille e arredores e 19 operacionais do INEM francês.