Anúncio
Anúncio

Foi no passado sábado, 23 de Abril, que um casal foi apanhado a fazer sexo em público enquanto esperava pelo transporte numa estação de metro na linha 3 de Barcelona, em Espanha. Ao deparar-se com esta situação insólita, uma passageira, que também esperava pelo transporte na estação de Liceu, não resistiu e gravou a cena. Nas imagens, que foram descarregadas no Youtube, é possível ver-se uma mulher sentada num banco e um homem, em frente dela, com as calças para baixo. O vídeo, cujo conteúdo não é muito longo, foi gravado de longe mas é possível ver que a estação estava a funcionar normalmente, visto que havia pessoas a circular pela plataforma. 

O uso daquela estação como palco de uma cena sexual chocou alguns passageiros que estavam no local.

Anúncio

No entanto, é possível ver, durante a gravação, a reacção de um grupo de jovens que não só não se impressiona com aquela cena, como acha até piada ao acto que estava a presenciar.

A mulher que gravou o vídeo publicou as imagens no Youtube, mas devido ao seu conteúdo a empresa responsável pelo site retirou-o da plataforma digital. Porém, o vídeo já se tinha tornado muito popular e acabou por ser partilhado noutros sites. 

De acordo com o jornal "La Vanguardia", os responsáveis pela administração do metro na Catalunha estão a investigar este acontecimento para desvendar quem são as pessoas que aparecem nas imagens. Para ajudar nessa identificação estão ser usadas as gravações das câmaras de vigilância do metro.

Anúncio
Os melhores vídeos do dia

Caso o homem e a mulher sejam identificados, vão ser acusados pelo crime de atentado ao pudor. Segundo o site Naciódigital, a empresa do metro na Catalunha qualificou a conduta do casal como "imprópria" e disse aos meios da comunicação social espanhola que o casal deve ser multado pelos seus actos, que deixaram a maioria das pessoas escandalizadas. 

Assim que forem identificados, os protagonistas nesta cena de sexo público serão levados a tribunal e terão de pagar uma multa que pode ir até aos 6 mil euros devido ao Crime de atentado ao pudor.