Uma adolescente de 14 anos morreu ao saltar de um quinto andar, para fugir a um Incêndio que deflagrou no apartamento onde estava com o seu pai. O homem foi socorrido e transportado a uma unidade hospitalar, assim como outras duas moradoras do edifício, para observação. A situação ocorreu por cerca das 8 horas (7 horas em Portugal) num prédio na “Plaza Los Sítios”, em Saragoça (Espanha). Nas operações de combate ao incêndio estiveram envolvidos operacionais do corpo de Bombeiros local auxiliados por várias viaturas.

De acordo com o jornal El Mundo, os bombeiros estavam a tentar salvar o pai e filha através de uma janela virada para as traseiras, a partir de um terraço, mas a jovem precipitou-se e acabou por saltar, numa tentativa de escapar às chamas, que estavam a consumir, com grande violência, a habitação.

Um salto que lhe foi fatal, sofrendo ferimentos que lhe causaram a morte. Um vizinho contou aos jornalistas que tentou aceder ao apartamento para fazer o salvamento dos moradores, mas sem sucesso devido ao intenso fumo que invadiu de imediato o interior do edifício. Pai e filha acabaram por fugir para a parte traseira do apartamento, para evitar que as chamas os atingisse. Uma situação que obrigou à retirada de todos os habitantes daquele prédio de sete pisos, alguns dos quais ainda não se tinham apercebido do incêndio até porque ainda estavam a dormir, acabando por sair para a rua ainda de pijama vestido.

Os bombeiros, que accionaram dezenas de operacionais para o local assim como vários meios como um autotanque, duas autoescadas e uma ambulância, tiveram uma intervenção rápida no combate ao incêndio, tendo também resgatado os ocupantes dos andares superiores (sexto e sétimo).

Os melhores vídeos do dia

Durante as operações de socorro, 11 pessoas, entre as quais um bombeiro, tiveram de ser assistidas devido à inalação de fumo. As causas daquele incêndio encontram-se a ser investigadas pela “Policia Nacional”. Uma investigação que conta, também, com a colaboração dos inspectores da “Polícia Científica”.