Um vulcão de uma pequena ilha da Nova Zelândia frequentada por turistas, White Island, entrou em erupção esta segunda-feira (9), matando pelo menos cinco pessoas. Segundo as autoridades, devido às condições perigosas os socorristas foram impedidos de aceder à ilha.

A primeira-ministra, Jacinda Ardern, disse que cerca de 100 turistas estavam na Ilha White ou nas proximidades quando a erupção ocorreu à tarde, hora local. Não ficou claro quantas pessoas permaneceram na ilha após a erupção. A White Island fica a cerca de 48 quilómetros da costa da Nova Zelândia.

Um local turístico

Citada pela CNN, a polícia afirmou que menos 50 pessoas estavam na Ilha Branca nessa altura, sendo que entre os feridos estavam tanto neozelandeses como também turistas estrangeiros. A Royal Caribbean confirmou a presença de hóspedes do navio de cruzeiros Ovation of the Seas que estavam a visitar a ilha. "Alguns deles, nesta fase, não foram contabilizados", disse a empresa, acrescentando ainda que "muitas pessoas estão feridas e estão a ser transportadas para a costa".

O centro médico de St.

John enviou sete helicópteros para a ilha com paramédicos a bordo. Brad Scott, um vulcanologista da GNS Science, afirmou que a erupção foi significativa e que emitiu uma nuvem de vapor e cinzas a cerca de 12.000 pés de altitude. Acrescentou ainda, em declarações a vários meios de comunicação, que esta também afetou todo o solo da cratera da White Island.

A agência GeoNet, inicialmente, elevou o seu nível de alerta para quatro, numa escala na qual cinco representa uma grande erupção.

Mais tarde, reduziu o nível de alerta para três. Scott explicou que isto aconteceu porque a erupção não foi sustentada além da explosão inicial.

Será realizado um inquérito sobre o porquê dos turistas ainda poderem visitar a ilha depois de os cientistas terem alertado recentemente para um aumento na atividade vulcânica. A GeoNet elevou o nível de alerta da White Island de um para dois no dia 18 de novembro, observando um aumento na quantidade de gás dióxido de enxofre, que tem origem no magma das profundezas do vulcão.

Terá alertou também para o facto de, nas semanas anteriores, o tremor vulcânico ter aumentado de força fraca para força moderada.

Scott afirmou que ainda não tinha existido nenhum incidente grave com turistas que visitavam a ilha, embora já tenham ocorrido alguns problemas. O mesmo disse que não era responsabilidade optar se a ilha era, ou não, segura o suficiente para receber turistas antes da erupção de segunda-feira.

Vulcão mais ativo do país

A White Island fica a nordeste da cidade de Tauranga, na Ilha Norte, uma das duas principais ilhas da Nova Zelândia. A polícia estava a pedinr às pessoas que evitassem as áreas da Ilha Norte próximas da erupção, incluindo as áreas de Whakatane Heads e Muriwai Drive.

A GeoNet constatou que é o vulcão mais ativo da Nova Zelândia e que cerca de 70% deste encontra-se no fundo do mar.

Doze pessoas foram mortas na ilha em 1914, quando durante a extração de enxofre parte do muro de uma cratera desabou e um deslizamento de terra destruiu a vila dos mineiros e a própria mina. Os restos de edifícios de outra empresa de mineração, na década de 1920, são agora uma atração turística, segundo a GeoNet.

Não perca a nossa página no Facebook!