Muitas vezes associamos Israel a uma zona de conflitos pouco atrativa para se visitar. No entanto, nem tudo corresponde a essa imagem. Telavive é uma cidade moderna, cosmopolita e ocidental que está em constante mudança e desenvolvimento. A cidade foi construída sobre dunas de areia e tem 430 mil habitantes. Apenas é superada pela nova capital Jerusalém, que tem cerca de 860 mil habitantes e está localizada a 60 km a sul de Telavive.

A cidade de Telavive apresenta diversas Curiosidades interessantes que merecem ser destacadas:

  • A National Geographic considerou-a uma das melhores cidades de praia do mundo e designou Telavive como "Miami do Médio Oriente." A cidade tem 13 praias com 14 km de comprimento no total. A avenida junto à praia chama-se Herbert-Samuel e tem um calçadão criado pelo arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer onde se pode passear de bicicleta ou a pé;
  • A paisagem urbana demonstra a existência de muitos arranha-céus que começaram a surgir há cerca de 25 anos. Telavive é uma das cidades com maior concentração de edifícios em estilo Bauhaus e é denominada de "cidade branca" devido ao conjunto de construções com o estilo arquitetónico de origem alemã. Por causa disto a UNESCO considera-a Património Mundial;
  • O clima é agradável todo o ano, o que favorece o turismo. Deste modo é a quinta cidade mais visitada no Médio Oriente e África;
  • Também é conhecida por ter uma vida noturna ativa e muita população jovem;
  • Tem um custo de vida elevado e situa-se no 31º lugar das cidades mais caras do mundo;
  • É o centro financeiro do país e tem uma grande quantidade de empresas start-ups. É também especializada na indústria de alta tecnologia e conhecida por Silicon Wadi;
  • É a segunda maior economia do Médio Oriente, depois do Dubai.

Todos os aspetos referidos em cima contribuem para o dinamismo e atratividade da cidade que ao mesmo tempo demonstra uma história cheia de acontecimentos históricos importantes.

A antiga cidade portuária de Jaffa é atualmente um dos subúrbios de Telavive. No passado foi dominada por vários povos como o egício, o romano e o árabe. Estes últimos ficaram na cidade até ao tempo dos cruzados.

Mais tarde a cidade teve ocupação turca e em 1840 os primeiros sionistas chegaram. Entre 1900 e 1910 houve uma vaga de imigrantes, muitos deles judeus, originários sobretudo da Rússia. Como Jaffa era pequena para acolher tantos imigrantes, uma parte deles alojou-se nos campos de dunas entre o porto e o estuário do rio yarkon.

A nova cidade de Telavive foi fundada em 1909. Os otomanos expulsaram todos os judeus de Telavive e de Jaffa em 1917, mas em 14 de Maio de 1948 foi proclamada a independência do país. Esta foi efetuada no atual museu da Bíblia, que é a antiga residência do primeiro presidente da Câmara Meir Dizengoff. Em 1950, Jaffa foi vinculada administrativamente a Telavive e depois dessa data a cidade tem crescido, afirmando-se como um centro financeiro, tecnológico, cultural e turístico de categoria internacional.

Os melhores vídeos do dia