Dakar foi fundada em 1857 pelos franceses e é uma das cidades mais importantes da África Ocidental. Tem uma população de 1,3 milhões e está localizada na península vulcânica do Cabo Verde. No sul da cidade encontramos o cabo Manuel, que tem este nome devido ao rei de Portugal D. Manuel II. A sua posição estratégica é relevante e a cidade tem beneficiado com essa situação em termos comerciais há muitos séculos. Dakar é o primeiro porto da África Ocidental e faz a ligação entre África e a Europa. Acrescento também que entre os séculos XVI e XIX foi um centro importante do tráfico de escravos que eram enviados para a América desde a ilha de Gorée.

Esta está situada a 9 km a sul de Dakar e é um dos principais pontos turísticos da cidade e Património Mundial da UNESCO desde 1978. Há barcos regulares que saem do porto de Dakar para conhecer esta pequena ilha que foi ocupada por holandeses, portugueses e franceses. No antigo bairro do porto a arquitetura conserva traços do tempo colonial francês. O nome desta ilha tem origem holandesa que significa Goede Reede (boa enseada).

A capital do Senegal ficou conhecida por ter recebido um grande evento desportivo, o Rally Dakar. Esta prova deixou de ser realizada em África mas continua a haver motivos para visitar a cidade e o país. Um dos atrativos localiza-se na zona onde finalizava a prova, o lago Rosa. Este situa-se a 30 km de Dakar e é cercado por dunas. A presença da alga Dunaliella Salina produz um pigmento cor de rosa que dá uma tonalidade diferente à água.

Os melhores vídeos do dia

Como Dakar é uma cidade africana é obrigatório passar pelos seus mercados. Um deles é o Kermel que vende artesanato, peixe, fruta e flores e situa-se perto do mercado Sandaga. Este último tem três andares onde se vende carne, peixe e vegetais. Na parte exterior encontramos uma grande variedade de produtos como cds de música, malas, aparelhos eletrónicos, equipamentos de clubes de futebol e livros islâmicos. O ambiente destes mercados mostra a verdadeira essência de Dakar com as suas cores e odores que cativam os turistas que chegam à cidade.

A maioria da população do país é muçulmana e por isso existe alguns locais religiosos importantes como a Grande Mesquita construída em 1964. Às sextas apenas quem é muçulmano pode entrar na mesquita. Nos outros dias qualquer pessoa pode ver a grandiosidade deste espaço por dentro. A outra mesquita relevante é a da Divindade localizada junto ao mar. O seu aspeto exterior demonstra a sua imponência e beleza com uma paisagem envolvente que torna o lugar mais cativante.

No que diz respeito a outros locais de culto é de destacar a Catedral de Dakar que é a maior igreja católica do Senegal. Foi criada em 1936 com um estilo neoclássico e possui um altar dedicado a Fátima.

O museu IFAN-Artes Africanas é um dos principais da cidade e reúne uma grande coleção de máscaras, estátuas e instrumentos musicais da África Ocidental e é o local ideal para quem quer conhecer melhor a cultura e as tradições africanas. Outro sítio que merece visita é o Monumento da Renascença Africana. Este existe desde 2010, é feito de bronze e simboliza o fim da escravatura e do domínio europeu que perdurou muito tempo no país. É uma estátua com 49 metros de altura e é o monumento mais alto de África.

Como é uma cidade costeira, tem diversas praias com água quente sobretudo na ilha N’Gor e na zona de Yoff, que são as mais procuradas pelos os turistas. São dois locais importantes em África para a prática do surf e do mergulho. Para quem gosta de espaços verdes destaca-se o parque Hann que engloba o Zoo de Dakar e uma Reserva Natural constituída por floresta e pântano. Esta zona é procurada principalmente por jovens que procuram um espaço tranquilo dentro da cidade.