A Madeira é uma das ilhas portuguesas mais visitadas e conhecidas a nível internacional. Há um conjunto de caraterísticas e factos históricos que tornam a região interessante para quem a visita. O modo de falar, a gastronomia, o seu descobrimento e a sua geografia são aspetos que dão maior encanto a esta ilha atlântica. Em seguida apresento diversas curiosidades da Madeira que algumas pessoas não sabem e merecem ser conhecidas:

  • O relevo da ilha é muito acidentado e por isso foi necessário construir diversos túneis, 150 no total, de modo a facilitar as deslocações no território madeirense. Devido a isso os madeirenses chamam a ilha de queijo suíço. O maior túnel de Portugal está aqui situado e liga o Faial a Santana num total de 3168 metros;

  • A linguagem regional apresenta algumas diferenças em relação a Portugal continental. O sotaque madeirense é típico e existe um vocabulário específico da região. Eis algumas palavras:

entrada antes do prato principal – dentinhos

autocarro – horário (referência à empresa de autocarros do Funchal que tem esse nome)

automóvel/ táxi - abelhinha

batata- semilha

chuchu- pimpinela

comprar - mercar

socalcos – poios

comprimidos - pastilhas

  • No sul da ilha está localizada a cidade piscatória de Câmara de Lobos. O seu nome está relacionado com o grande número de lobos-marinhos que habitavam aquela zona nomeadamente nas suas grutas designadas de câmaras. Atualmente os lobos-marinhos mudaram o seu habitat e estão concentrados na Reserva Natural das ilhas desertas;

  • Em termos de produtos regionais, o vinho Madeira é um produto português com reconhecimento internacional como comprova a sua utilização nas comemorações da independência dos Estados Unidos em 4 de Julho de 1776. Também algumas obras literárias de Shakespeare, Tolstoi e Dostoievski fizeram referência ao vinho Madeira. As bananas são outro produto típico da ilha. Anualmente são produzidas 16 mil toneladas e 14 % da área agrícola da Madeira é composta por bananeiras. Cada uma apenas inclui um cacho e morre depois da colheita. No entanto, no mesmo tronco pode nascer mais uma ou duas outras bananeiras. Relativamente a bebidas, a cerveja Coral e o refrigerante Brisa são conhecidas. No entanto, os madeirenses gostam de fazer misturas e criar novas bebidas. A “Nikita” é uma bebida que apareceu na década de 80 e é composta por cerveja, gelado e ananás. O “pé de cabra” engloba vinho Madeira seco, cerveja preta, chocolate em pó e um ovo;

  • A Madeira tem o promontório mais alto da Europa com 589 metros e está localizado no cabo Girão. Este local é um dos mais turísticos da região e o seu nome tem origem na época em que se descobriu a Madeira, em que o cabo serviu como ponto de referência para os descobridores;

  • A ilha foi descoberta em 1419 pelos portugueses Tristão Vaz Teixeira, Bartolomeu Perestrelo e João Gonçalves Zarco. Este território foi chamado de Madeira devido à grande abundância desta matéria-prima na ilha. Os mesmos navegadores descobriram o Porto Santo no ano anterior;

  • A paisagem da Madeira carateriza-se por ter muita floresta denominada de Laurissilva, que existe há 20 milhões de anos. O seu nome é de origem latina visto que Laurus significa loureiro e Silva quer dizer floresta ou bosque. A floresta Laurissilva é Património Mundial Natural da UNESCO desde 1999;

  • A Madeira tem recebido ao longo da história diversas personalidades famosas como a imperatriz Sissi da Áustria e Hungria que esteve na ilha no Inverno de 1860 de modo a ter um clima mais quente em comparação com aquele que encontrava na Áustria. O primeiro-ministro britânico Winston Churchill passou as férias em Câmara de Lobos em 1950 e dedicou-se à pintura.