Depois da estreia em 2017, o festival Wanderlust 108 estará de regresso a Lisboa, com data marcada para 30 de setembro. O evento, que está relacionado com o bem-estar e o yoga, reuniu 2500 pessoas na sua primeira edição. Este ano irá decorrer num recinto localizado no Museu de Eletricidade. Este evento inclui uma corrida de cinco quilómetros, uma aula de yoga de 75 minutos e meditação de 30 minutos ao ar livre e é denominada de "triatlo do bem-estar."

Juntamente a estas atividades haverá também workshops e bancas com alimentação saudável para os seguidores deste estilo de vida mais positivo. Os bilhetes para este evento estão disponíveis nos locais do costume como a FNAC e a Worten e sites especializados como o Ticketline.

O preço é de 30 euros e para quem quiser almoço incluído deve acrescentar 8,5 euros à conta.

Um fenómeno mundial

O Wanderlust 108 é um festival que decorre em mais de 60 cidades mundiais, roteiro ao qual se juntou Portugal em 2017. É um evento dedicado à saúde e do bem-estar onde o Yoga tem lugar de destaque. A existência de retiros em todo o país, estúdios de yoga em diversas cidades mais pequenas e a concretização do festival Wanderlust são contributos para o conhecimento e a promoção desta filosofia milenar em Portugal. De facto, na última década houve uma mudança de mentalidade que popularizou a modalide, contando hoje com mais praticantes que consideram esta prática benéfica para as suas vidas.

Tal deve-se ao facto de o yoga unir a parte física, emocional e espiritual e representar um estilo de vida mais saudável, sereno e equilibrado.

Os melhores vídeos do dia

Recentemente, o yoga foi considerado Património Cultural da Humanidade pela a UNESCO e é também é reconhecido pela a Organização Mundial da Saúde como uma terapia credível.

Como funciona

Durante uma aula, são realizados exercícios de relaxamento e respiração que beneficiam o controlo das emoções e ajudam no aumento da energia e na prevenção de doenças. Muitas pessoas têm um tipo de vida agitado e stressante e utilizam o yoga e a meditação para diminuírem a ansiedade e o stress. No yoga, são praticadas diversas posturas corporais chamadas de àsanas na mitologia hindu.

Todas as pessoas são compostas por centros energéticos ou chacras que resultam da fusão dos canais por onde circula o prana que é a energia absoluta ou universal. Há 7 chacras principais localizados ao longo da coluna vertebral:

1- Muladhara (chacra base ou da raiz)

2- Svadhisthana (chacra sexual)

3- Manipura (chacra do plexo solar)

4- Anahata (chacra do coração ou plexo cardíaco)

5- Vishuddha (chacra da garganta)

6- Ajna (chacra frontal ou terceiro olho)

7- Sahasrara (chacra da coroa)

Como surgiu o yoga

O Yoga é uma atividade milenar de origem indiana, sendo que a sua origem terá ocorrido há mais de cinco mil anos (embora algumas fontes falem de 15 mil anos).

A formação desta filosofia está ligada ao "Adiyogi ", um bailarino conhecido como Shiva que criou movimentos aleatórios de difícil execução enquanto outras pessoas assistiam. Após a sua morte, os que assistiam preservaram essa arte, transmitindo-a aos outros. Foi denominada de integridade, integração e união, que em sânscrito resulta na designação de yoga. Shiva é considerado o primeiro professor de yoga, o primeiro Adiyogi.

Mais tarde, Pátañjali escreveu em sânscrito uma obra designada de Yoga Sutra, entre 300 e 200 A.C., que reúne os aspetos principais da filosofia do yoga. A prática está hoje difundida em todo o mundo, sendo executada como uma atividade que trabalha com todos os chacras e favorece o seu equilíbrio e bom funcionamento.

A prática regular, segundo os defensores, melhora o auto-conhecimento, a concentração, a memória e a flexibilidade. Os sistemas nervoso e imunológico também são reforçados através das respirações, das meditações e das posturas corporais. Numa sessão de yoga, é comum as pessoas cantarem pequenos textos sagrados da Índia chamados de mantras. Estes são bons para remover as impurezas da mente, elevar o espírito e aperfeiçoar a concentração.