Os 10 melhores adolescentes do futebol no século 21

Mbappé é o mais promissor da atualidade, mas o site Squawka enumera outros adolescentes que encantaram neste século.

Mbappé e Messi (Imagem via Youtube)
Mbappé e Messi (Imagem via Youtube)
Advertisement
Advertisement

Kylian Mbappé completou 20 anos nesta quinta-feira, dia 20 de dezembro, e já não é mais um adolescente. Nos últimos anos, o jovem francês bateu vários registos de precocidade, mas o seu nome já está entre os 'grandes'. O que Mbappé conseguiu antes dos 20 anos colocam o jovem ao nível de alguns dos melhores de sempre, que é onde ele poderá estar, caso continue a provar a sua evolução. De acordo com o ranking do site Squawka, Mbappé já está no primeiro lugar dos melhores adolescentes do futebol, no século 21.

1

Kylian Mbappé

Foi decisivo no título de campeão do Mónaco, em 2017, marcando 15 golos no campeonato e convencendo o PSG a pagar 180 milhões de euros pelo seu passe (segunda transferência mais cara da história). Foi decisivo no campeonato do mundo conquistado pela França, tornando-se no quarto mais jovem de sempre a ser campeão do mundo. Individualmente, ganhou os prémios de melhor jovem, o Golden Boy, em 2017, e o Kopa, este ano. Também ficou em 4º lugar na Bola de Ouro.

2

Lionel Messi

Estreou-se em 2004/05 na equipa principal do Bareclona e cedo se percebeu que seria um dos melhores no jogo. Ganhou logo duas ligas na Espanha e a Liga dos Campeões, em 2006, bem como vários prémios individuais, incluindo o Golden Boy e Bravo Award.

3

Cesc Fabregas

Fabregas tornou-se no jogador mais jovem de sempre a jogar pelo Arsenal, com a idade de 16 anos e 177 dias. Formado pelo Barcelona, na La Masia, foi na Premier League que deu os primeiros passos, tornando-se num dos médios mais brilhantes do campeonato. Ganhou o Bravo Award e o Golden Boy, no início da carreira.

Advertisement
Advertisement
4

Wayne Rooney

Com apenas 16 anos, Rooney brilhava pelo Everton na Premier League, antes de se tornar no mais jovem de sempre a estrear-se pela seleção inglesa e, em 2004, entrou na melhor equipa do Europeu, com 18 anos. Alex Ferguson gostou do que viu e levou o jovem para o Manchester, onde confirmou a sua veia goleadora.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia
5

Cristiano Ronaldo

Começou no Sporting, mas em 2003, com apenas 18 anos, convenceu Alex Ferguson a levá-lo para o Manchester United, onde rapidamente se tornou num dos melhores da Premier League e da seleção portuguesa.

Ver esta publicação no Instagram

Focado👍👍👌

Uma publicação partilhada por Cristiano Ronaldo (@cristiano) a

6

Sergio 'Kun' Aguero

Durante os seus primeiros anos pelo Independiente, na Argentina, Aguero marcou 23 golos em 56 jogos, mostrando o instinto de goleador desde muito cedo e convencendo o Atlético de Madrid a bater o recorde de transferências do clube pelo jogador de 18 anos. Aos 19, já era um dos melhores goleadores dos campeonatos europeus, ganhando o Golden Boy e o prémio Don Balón.

Ver esta publicação no Instagram

#manchestercity #mancity #championsleague

Uma publicação partilhada por Sergio Leonel Agüero (@10aguerosergiokun) a

7

Sergio Ramos

Em 2005 foi o melhor jogador do ano, pelo Sevilha, e confirmava-se como um dos melhores defesas da Liga espanhola, convencendo o Real Madrid a torná-lo no defensor mais caro de sempre na La Liga.

Ver esta publicação no Instagram

+3. Esto sigue. / On we go! 💪⚽ #HalaMadrid

Uma publicação partilhada por Sergio Ramos (@sergioramos) a

8

Alexandre Pato

Ainda adolescente, Pato ganhou a Taça dos Libertadores e o Mundial de Clubes pelo Internacional, derrotando o Barcelona na final, antes de rumar ao Milan. Em 2009, foi eleito o melhor jovem da Serie A italiana e também ganhou o Golden Boy.

Ver esta publicação no Instagram

119 anni @acmilan Auguri ❤️🖤 amore e passione! #7

Uma publicação partilhada por Pato ♛ (@pato) a

9

Fernando Torres

Com apenas 17 anos, Torres já foi decisivo na temporada de 2001/02 pelo Atlético de Madrid, e nas duas temporadas seguintes, ainda adolescente, o espanhol confirmou-se como um dos atacantes mais devastadores da Europa, ganhando a alcunha de 'El Niño'.

10

Neymar Jr.

Neymar atraiu as atenções desde cedo, estreando-se no Santos aos 17 anos. Conquistou o primeiro título brasileiro aos 18 anos e antes dos 20 anos, Neymar já tinha conquistado dois Campeonatos Paulistas, uma Taça dos Libertadores, bem como o Prémio Puskas para o melhor golo do ano.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo